Poesia e poetas

19/04/2011

Poesia não é propriamente área da Biblioteca da ECA. Os colegas da Biblioteca Florestan Fernandes da FFLCH com certeza têm mais a dizer sobre o assunto. Mas os poetas também têm seu espaço em nosso acervo, principalmente quando o assunto é música e poesia, ou poesia no cinema.

Para quem canta ou toca um instrumento, alguns exemplos de partituras com textos de poetas brasileiros:

Cecília Meirelles
ALMEIDA PRADO, Jose Antonio de. Díptico para duas meninas. Coro infantil.
BIDART, Lycia de Biase. A bailarina. Dois sopranos, piano.
BIDART, Lycia de Biase. Caronnte, barcarola. Voz, piano.
BIDART, Lycia de Biase. O colar de Carolina. Duas vozes, piano.
BIDART, Lycia de Biase. As meninas. Voz, piano.
BRANDAO, Jose Vieira. Ou isto ou aquilo. Coro SATB.
CAMARA, Marcos. Arabela. Coro infantil ou feminino a 3 vozes iguais.
CAMARA, Marcos. O eco. Coro infantil ou feminino a 3 vozes iguais.
CAMPOS, Lina Pires de. Retrato. Voz, piano.
LACERDA, Osvaldo. Bem-te-vi . Voz aguda, piano.
LACERDA, Osvaldo. Murmúrio. Voz aguda, piano.
E mais 50 partiituras!

Manuel Bandeira
BLAUTH, Brenno. Belo belo. Coro SATB.
CARDOSO, Lindembergue. A estrela op. 49. Soprano, trompa e piano.
CORREA, Sergio Oliveira de Vasconcellos. Senhor capitão. Coro SSAA.
BIDART, Lycia de Biase. Amanhecer. Voz, piano.
E mais 44 partituras!

Carlos Drummond de Andrade
CERQUEIRA, Fernando. Rola mundo. Coro SATB.
FONSECA, Carlos Alberto Pinto. Poema da purificação. Coro SATB.
KIEFER, Bruno. A rosa e um jardim. Coro SATB.
KRIEGER, Edino. Sonetos de Drummond: Os poderes infernais, Carta e Legado. Voz, piano.
HARTKE, Stephen. Canções modernistas. Soprano, clarineta, viola.
KORENCHENDLER, Henrique David. Cidadezinha qualquer. Coro infantil.
LACERDA, Osvaldo. Boca. Voz média e piano.
LACERDA, Osvaldo. Cantiga de viúvo. Voz média e piano.
MAHLE, Ernst. E agora, José? Coro SATB.
MENDES, Gilberto. Episódio. Voz, piano.
MENDES, Gilberto. Lagoa. Tenor ou soprano, piano.
NOBRE, Marlos. O canto multiplicado op. 38. Orquestra de cordas, voz.
OLIVEIRA, Willy Correa de. Canzonetta. Coro a 3 vozes iguais.
E mais 38 partituras!

HILST, Hilda
AMOROSINO, Wagner. Trova IX. Voz, piano
MENDES, Gilberto. Trova n. 1. Coro SATB.
E mais 5 partituras!

Mário de Andrade
GUARNIERI, Mozart Camargo. A Serra do Rola-Moça. Voz, piano.
E mais 16 partituras!

Tomás Antônio Gonzaga
LACERDA, Osvaldo. Em uma frondosa roseira. Voz aguda, piano.
LACERDA, Osvaldo. Marília, tu näo conheces. Voz, piano ou cravo.

Se você gosta de ouvir poesia, cantada ou declamada, escute os CDs:

Poesia paulista: 12 canções.
Poemas de Oswald de Andrade, Mário de Andrade, Augusto de Campos, Décio Pignatari e outros, com música de José Augusto Mannis, Achille Guido Picchi e Eduardo Guimarães Alves.

Marília de Dirceu.
Canções de Oswaldo Lacerda sobre poemas de Tomás Antônio Gonzaga.

Musicalidade e poesia: anseio e recusa do sentido.
Disco e livro de Fernando Cerqueira.

Antologia poética de João Cabral de Melo Neto
Poemas recitados com fundo musical de Egberto Gismonti, depoimentos de Ferreira Gullar e Otto Lara Resende.

Menotti Del Picchia e Cassiano Ricardo.
Poemas recitados pelos próprios autores.

A música em Pessoa.
Poemas musicados por compositores brasileiros, como Tom Jobim, Francis Hime, Edu Lobo, Arrigo Barnabé e outros.

Poesia de São Paulo, pelos Jograis de São Paulo.
Poemas de José de Anchiete, Álvares de Azevedo, Vicente de Carvalho, Guilherme de Almeida, Lupe Cotrim Garaude e outros.

Os 4 mineiros: Fernando Sabino, Hélio Pellegrino, Otto Lara Resende, Paulo Mendes Campos
Com música de Francis Hime.

Trezentos, 350
Homenagem a Mário de Andrade. Dois discos interpretados por Camargo Guarnieri, Francisco Mignone, Teca Calazans e outros.

Poets in New York.
Poemas de Garcia Lorca musicados por Leonard Cohen, Paco de Lucia, Chico Buarque, Fagner, Mikis Theodorakis e outros.

Fernando Pessoa: Mensagem.
Poemas musicados por André Luiz de Oliveira, em interpretações de Caetano Veloso, Cida Moreyra, Ney Matogrosso, Gilberto Gil e outros.

E para ler sobre o assunto:

CARNEIRO, Geraldo. Vinicius de Moraes: a fala da paixão. São Paulo : Brasiliense, 1984.

ALVARENGA, Oneyda. Mário de Andrade, um pouco. Rio de Janeiro : José Olympio, 1974.

TORQUATO NETO. Os últimos dias de paupéria (do lado de dentro). 2.ed. São Paulo : Max Limonad, 1982.

SANTAELLA, Lucia. Convergências: poesia concreta e tropicalismo. Säo Paulo : Nobel, 1986.

VAZ, Toninho. Pra mim chega : a biografia de Torquato Neto. São Paulo : Casa Amarela, 2005.

BERNARDINO, Cássia Paula Fernandes. Ofélia, poemeto lírico de Henrique Oswald : confluências entre música e texto. Dissertação (Mestrado) – CMU/ECA/USP, 06/05/2009.

SILVA, Andréia Anhezini da. A relação poesia e música nas obras corais de Osvaldo Lacerda sobre poemas de Carlos Drummond de Andrade : uma abordagem analítico interpretativa. Dissertação (Mestrado) – CMU/ECA/USP, 28/04/2009.

E para completar, alguns filmes sobre poetas reais e fictícios:

Alma corsária. REICHENBACH, Carlos.
A história da amizade entre dois poetas dos anos 50 até o início dos anos 80, mostrando os motivos que os levaram a escrever um livro a 4 mãos.

A Babel da luz. BACK, Sylvio.
A poeta paranaense Helena Kolody, aos 80 anos, recita alguns de seus poemas e canta no início e no final do curta.

O carteiro e o poeta (Il postino). RADFORD, Michael.
Numa ilha do Mediterrâneo, um filho de pescadores é contratado para entregar a correspondência do poeta chileno Pablo Neruda, exilado no local, e pede ajuda ao poeta para conquistar a mulher que ama.

Castro Alves: retrato falado do poeta. TENDLER, Silvio.
O filme conta a história, vida e obra do poeta romântico Castro Alves: seus amores, militância a favor das causas abolicionistas e republicanas, seu sucesso e suas dores.

Cruz e Souza: o poeta do desterro. BACK, Sylvio.
O poeta catarinense João da Cruz e Souza, introdutor do simbolismo no Brasil tem a vida e a obra reconstituídas por meio de cenas que retratam suas poesias.

O homem que virou suco. ANDRADE, João Batista de.
Poeta popular paraibano recém-chegado a São Paulo sobrevive de suas poesias e folhetos. Confundido com o operário de uma multinacional que mata o patrão, é perseguido pela polícia, sendo obrigado a abandonar sua arte e a trabalhar.

Murilo Mendes: a poesia em pânico. EULÁLIO, Alexandre.
Documentário sobre o poeta Murilo Mendes e sua obra. Imagens gravadas em sua residência em Roma mostram uma festa durante a qual o poeta recita um poema, feito em homenagem a seu amigo Rafael Alberti.

Orfeu (Orphée). COCTEAU, Jean.
Versão do mito grego na qual o poeta Orfeu encontra uma misteriosa Princesa – a Morte – e fica fascinado a ponto de negligenciar sua esposa Eurídice. Apaixonada pelo poeta, a Morte leva Eurídice.

O sangue de um poeta (Le sang d’un poète). COCTEAU, Jean, 1889-1963
Uma viagem simbólica, que revela a intimidade de um poeta sensível e curioso com sua relação com o mundo e com a morte.

Sociedade dos poetas mortos (Dead poets society). WEIR, Peter.
Na década de 1950, professor de literatura carismático inspira alunos de escola conservadora americana a pensarem por si mesmos.


Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 5.283 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: