Embalagens para conservação

Elizabete Ortiz e Rosa Maria Lima, funcionárias da Biblioteca da ECA com formação em conservação de acervo, participaram da Oficina Como Fazer – Confecção de embalagens para acondicionamento de documentos , nos dias 11 e 12 de novembro.

Promovido pela  Associação de Arquivistas de São Paulo (ARQ-SP) e ministrado por Fernanda Brito, o curso mostrou, na prática, técnicas para confecionar alguns modelos de caixas e envelopes para conservação, com o objetivo de capacitar o profissional da área a criar suas próprias soluções de acondicionamente.

Segundo Elizabete, a prática e o conhecimento de técnicas de encadernação artesanal que Rosa  e ela já adquiriram em cursos anteriores e no exercício de suas atividades na Biblioteca foi fundamental para o seu bom desempenho no momento da execução dos modelos.

As técnicas aprendidas já estão sendo compartilhadas com os demais funcionários da Biblioteca que trabalham com preservação de documentos.

Rosa e Elizabete confeccionaram, entre outras embalagens, as seguintes caixas:

Caixa Solander

Confeccionada com papelão rígido próprio para encadernação, com revestimento interno em Tyvec e externo em Museum Barrier Paper, é uma caixa bastante resistente, própria para acondicionar manuscritos e coleções especiais. Foi criada pelo botânico sueco Daniel Carlsson Solander.

Caixa em cruz com abas

Usada para guarda de livros, suas abas laterais evitam a entrada de poeira e luz.  Feita com papel alcalino Archival Board, livre de ácidos e lignina, sem fibras recicladas nem branqueadores.

O curso foi pago com recursos da ProQual – Comissão do Programa Permanente de Qualidade de Produtividade da ECA USP, iniciativa de grande importância para a formação do corpo funcional da Universidade.

7 Responses to Embalagens para conservação

  1. Vivian Lins disse:

    Rosa e Elizabete,
    poderiam sanar uma dúvida que tenho sobre a caixa tipo Solander?
    “Confeccionada com papelão rígido próprio para encadernação”. Que papelão seria esse?
    Obrigada!

    Curtir

    • Olá, Vivian!
      A caixa modelo Solander é utilizada como acondicionamento de materiais como livros, revistas, documentos de arquivo entre outros.
      Recomenda-se a utilização de papelão próprio para conservação micro-ondulado ou corrugado, que possui várias opções de gramaturas disponíveis.
      Existem alguns modelos que atendem a características que os definem como “material com qualidade museológica”, que são:
      – confeccionado de material neutro (papel de celulose livre de lignina)
      – não pode ser papelão reciclado
      – baixa acidez
      – produto alcalino
      – livre de ácidos
      – livre de colas e adesivos químicos
      – sem branqueadores
      – sem tintas
      Temos um exemplo do fornecedor LINECO, que encontramos na Casa do Restaurador:
      https://casadorestaurador.com.br/loja/produto/L612-4060E/papelao-micro-ondulado-acid-free-1%2c02m-x-1%2c52m
      Algumas vezes, devido a dificuldades em adquirir este tipo de papelão, opta-se por confeccionar a caixa Solander e investir no revestimento interno e/ou externo de papel ou tecido neutro.
      Por exemplo, esta caixa tem revestimento interno de linho e papel neutro:
      https://libelus.com.br/produto/caixa-de-acondicionamento-tipo-solander-para-livro/
      (respondido pela bibliotecária Samanta Lessa)

      Curtido por 1 pessoa

      • Vivian Lins disse:

        Samanta,
        obrigada pelo retorno e resposta completa!
        Sobre o papelão micro-ondulado, ele oferece resistência parecida com a que o horlle oferece?
        Nos papéis de qualidade arquivística, cheguei a pensar no Mat Board https://www.sinoart.com.br/papel-para-passepartout-branco-80x100cm.html .

        Curtir

      • Oi Vivian,
        O papelão micro-ondulado oferece sim uma resistência muito boa, dependendo da gramatura. Eu só tive contato com este papelão de amostra em um curso que participei, ele é excepcional de bom.
        Infelizmente, como a maioria dos materiais de qualidade destinados à conservação, ele tem um custo um tanto quanto “salgado”.
        Este papel do link que você perguntou, (maravilhoso!) é usado para passepartout. O pessoal de museu deve fazer uso dele muito mais que nós, de biblioteca. Se bem que poderíamos emoldurar fotografias, por exemplo, mas sempre acabaríamos emperrando no custo alto deste material.
        Depende da finalidade, da apresentação que você deseja, mas acredito que dá para usar este material sim, sem problema.
        Samanta

        Curtido por 1 pessoa

  2. […] Publicado por Biblioteca da Eca […]

    Curtir

  3. […] Caixas para você guardar aqueles livros mais frágeis [Clique aqui para ler mais] […]

    Curtir

  4. Tânia disse:

    Realmente esse curso é muito bem, eu fiz em 2010 e adorei.
    Abraços
    Tânia

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: