“Crime” e “castigo”

A partir do momento em que foi implantado o Empréstimo Unificado nas Bibliotecas da USP, no início de 2011, emprestar livros ficou bem mais fácil. Agora o usuário pode retirar livros de qualquer uma das nossas bibliotecas apresentando apenas seu cartão de aluno, professor ou funcionário da USP. Nem sempre foi assim. Antigamente – já é possível usar esse termo – o aluno precisava pegar uma requisição na biblioteca de sua unidade para retirar livros das demais. Um sistema complicado e burocrático que, felizmente, é coisa do passado.

Melhoraram também os prazos de empréstimo e as quantidades de material que se pode levar emprestado. Um aluno de graduação pode retirar até 10 itens pelo prazo de 10 dias, os da pós-graduação têm direito a 15 itens por 21 dias.

Se o prazo não for suficiente para ler todos os livros, e geralmente não é mesmo, o usuário pode fazer a renovação do empréstimo pela web, no Dédalus ou no portal da Busca Integrada, até três vezes. Não é mais necessário telefonar para a biblioteca e pedir mais prazo, muito menos trazer todos os livros para fazer a renovação pessoalmente.

E se eu precisar de um livro que está com outra pessoa? Simples, é só fazer uma reserva, também pela web, para que esse outro usuário não possa renovar o empréstimo.

Para que ninguém se esqueça de trazer o livro de volta no prazo, o sistema automatizado envia mensagens por e-mail alertando para a data de devolução.

Mas, junto com as novas facilidades o Empréstimo Unificado trouxe mais responsabilidade. O “castigo” para quem não respeita o prazo de devolução e resolve se apoderar do bem comum por mais tempo do que o permitido é a suspensão do direito ao empréstimo por um período que pode ser bem longo. Para cada dia de atraso haverá um dia de suspensão por item emprestado. Isso quer dizer que, se alguém devolve 4 livros com uma semana de atraso, ficará suspenso por 4 semanas, em todas as bibliotecas da USP. A penalidade é rigorosa, mas é resultado de um acordo entre todas as bibliotecas que precisa ser respeitado.

Os bibliotecários não gostam de aplicar punições, nem gostam de suspender os direitos de empréstimo dos usuários, mas precisam pensar nas pessoas que ficam privadas do acesso a um livro que alguém se esqueceu de devolver no prazo.

Por esses motivos, pedimos a todos uma atenção mais do que especial ao cumprimento dos prazos de devolução. O atraso prejudica todos os usuários e traz consequências sérias para quem atrasou. Cuidem com carinho dos livros das bibliotecas, um patrimônio que é de todos.

Políticas para o empréstimo unificado.

cartaz-frase-1

Anúncios

3 Responses to “Crime” e “castigo”

  1. João disse:

    Mas se Napoleão e César puderam…

    Curtir

  2. joyce disse:

    I like

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: