Vamos usar a Busca Integrada?

Você já conhece o Portal de Busca Integrada do SIBiUSP? Se a resposta é algo como “nunca ouvi falar” ou “usei uma vez não gostei”, continue lendo este texto. Talvez você resolva tentar de novo. Se a resposta for “sim, acho ótimo”, leia também, porque pode haver alguma coisa que você ainda não sabe. Não vá sair do cinema no início dos créditos e perder uma piada.

O Dédalus, como todos sabem, além de ser um personagem mitológico que construiu um labirinto no qual ele mesmo acabou preso, é o catálogo de todas as bibliotecas da USP. No Dédalus a gente localiza livros, teses, periódicos, documentos audiovisuais e produção intelectual dos docentes e técnicos da USP.

A Busca Integrada, sistema um pouco mais moderno, permite que a gente procure simultaneamente nas seguintes fontes:

todo o conteúdo do próprio Dédalus;
Portal de Revistas da USP;
revistas eletrônicas assinadas pela USP;
outras bibliotecas digitais e fontes de informação livres.

Isso significa que, pela Busca Integrada, sempre vamos encontrar mais informações, porque estamos buscando no Dédalus + outras fontes. Por exemplo, a busca pelo assunto “xilogravura” no Dédalus localiza 50 itens, enquanto na Busca Integrada o total de itens desse assunto é de mais de 250. Muito bom, mas lembre-se de que mais resultados não significa, necessariamente, a melhor informação para sua demanda, nem que vai ser mais fácil fazer a seleção.

A vantagem nada desprezível é conseguir localizar artigos de revistas eletrônicas de forma relativamente simples. Se a revista for de acesso aberto, você vai conseguir abrir o link e baixar o texto. Se for uma revista paga, você só conseguirá acessar se:

a USP estiver assinando a publicação e a assinatura não estiver  vencida (isso acontece);

você estiver na USP ou conectado à rede VPN.

O problema de obter muitos resultados é que, naturalmente, muitos itens não são relevantes. É comum recuperar verbetes da Wikipedia, ou encontrar muita informação repetida ou superficial. Releve isso e procure se concentrar nas vantagens do sistema.

A forma de busca é bem simples e semelhante aos buscadores da internet. Basta digitar o que você procura na caixa de Busca Geral, e clicar no botão Buscar:

Snap 2015-08-28 at 14.19.26
Depois,  especificar os resultados obtidos utilizando os diversos filtros do lado esquerdo da tela:

Snap 2015-08-28 at 14.17.53

A Busca Integrada oferece os mesmos serviços do Dédalus, como reserva e renovação online, pastas virtuais para armazenar referências, possibilidade de salvar listas de referências ou enviá-las por e-mail e serviços de alerta, mas de forma mais amigável. Para ter acesso a essas funções, basta clicar em Identificação (canto superior direito da tela), e se cadastrar, usando a mesma senha que se usa para o empréstimo de livros. Uma vez cadastrado e logado, você terá acesso ao Meu Espaço (para salvar referências, criar pastas etc) e à Minha Conta (para fazer renovações, ver o históricos dos seus empréstimos etc).

Um outro serviço muito interessante que a Busca Integrada oferece são as tags e comentários de usuários. Funciona assim: estando logado, você pode inserir suas próprias tags de assuntos, para depois procurar por elas na nuvem do sistema. É útil para identificar o registro com um assunto que você achar adequado, ou com o tema do seu trabalho, indicar que se trata de item da bibliografia de uma disciplina etc. Também é possível fazer comentários e resenhas, se você quiser dar sua opinião sobre determinado livro. O processo é simples, basta clicar no link Resenhas & Tags, logo abaixo das informações sobre o item:

Snap 2015-08-28 at 16.52.47

Uma das desvantagens da Busca Integrada em relação ao Dédalus é a demora na atualização. Quando um livro novo é catalogado pelas bibliotecas, o registro fica visível imediatamente no Dédalus. Na Busca Integrada, há uma defasagem de aproximadamente 72 horas.

Nossa sugestão: se você está procurando um livro específico nas bibliotecas da USP, pelo Dédalus você provavelmente  vai localizá-lo mais rapidamente e com mais segurança. Nos demais casos, principalmente se você precisa explorar um assunto que não domina muito ou se estiver interessado em artigos de revistas, experimente a Busca Integrada.

Dúvidas? Angústias? Reclamações? Procure @s bibliotecári@s da ECA, ou mande mensagens aqui no blog, no Facebook, no chat, e-mail, telefone … Como preferir.

 

 

4 respostas para Vamos usar a Busca Integrada?

  1. Anônimo disse:

    Acho o Dedalus um tanto mais prático, embora o acesso a sua área seja muito mais difícil (quem pensaria em procurar “identificação” naquela aba?, nada intuitivo). As tags me pareceram muito interessante! Mas não sabia dessa defasagem…

    Agora, meu problema real com ambas bases é: produção acadêmica. Precisa mesmo aparecer? E, já que aparece, não há como colocar claro para o usuário que aquilo não é um item que pode ser retirado?

    Curtir

    • Essa questão da produção acadêmica é realmente difícil de resolver. Para quem trabalha no atendimento acaba volta e meia trazendo confusão e frustração para os usuários.

      Curtir

    • Sim, por enquanto é necessário ter a produção acadêmica cadastrada no Dédalus. Até onde sabemos, para mudar isso seria preciso criar um outro sistema para registro da produção. É possível melhorar, mas, como tudo na USP, depende de tempo e de gente para trabalhar. Estamos falando de um grande volume de dados e de mais de 40 bibliotecas. Aqui na ECA nós vinculamos os dois registros (produção e catálogo) ao mesmo item, para evitar que o registro da produção conste como “disponível” quando está, na realidade, emprestado. Não conhecemos mais detalhes técnicos, mas você pode fazer um pergunta ao pessoal do DT-SIBi: atendimento@dt.sibi.usp.br.

      Curtir

  2. Sidinei disse:

    Extremamente rica a postagem. Compartilhei no facebook, nas redes sociais que congregam o pessoal da Universidade.
    Desde sempre tive dificuldades em aceitar o portal, porque o forte do nosso atendimento é a pesquisa por itens físicos do acervo, tinha a intuição de que, pra maior parte da orientação que oferecemos, o DEDALUS é mais preciso. Entretanto o post me alertou para as funcionalidades do portal e para pesquisas iniciais e mais abrangentes.
    Parabéns.

    Curtido por 1 pessoa

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: