A voz da Cigarra

A Cigarra é revista que surge na cena paulistana em 1914 com a ambição de que sua voz se fizesse alta e estridente; sua publicação foi encerrada em 1975.

A revista de variedades tinha grande apelo ao público feminino e trazia diversas seções com a cobertura de eventos sociais, esportivos e religiosos, reportagens que exaltavam a indústria e comércio paulistanos, texto sobre Artes, contos e crônicas, dentre outros.

Suas páginas, que não poupavam ilustrações, com o tempo passaram a trazer charges abordando assuntos relativos à política e à vida cotidiana. A voz d’ A Cigarra refletiu as transformações pelas quais passava a capital paulista, transmitindo modelos de comportamento e costumes.

O público interagia mais diretamente com a revista por meio de algumas seções e ações, como os concursos de contos e o  “Consultorio Graphologico”, que traçava o perfil psicológico dos leitores por meio de correspondência na qual enviavam informações básicas tais como nome e data de nascimento.

A cigarra, 1931. n. 410

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A Cigarra, 1960, n. 11

 

 

 

 

 

A Cigarra, 1957, ano 43, n. 2

 

A Cigarra, 1957, ano 43, n. 1

 

A Cigarra integra nossa Coleção especial de revistas e está disponível para consultas. No site do Arquivo do Estado de São Paulo também é possível consultar alguns números digitalizados.

 

Para escrever esse post, lemos: CRUZ, Heloisa de Faria (org.) São Paulo em revista: catálogo de publicações da imprensa cultural de variedades paulistana 1870-1930. São Paulo: Arquivo do Estado, 1997.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: