Ferramentas de escrita colaborativa

Muitos de vocês devem conhecer e usar ferramentas de escrita colaborativa disponíveis online como Google Drive e que tais, mas há algumas que vão além dessa característica, oferecendo atributos mais voltados ao trabalho de pesquisa científica e acadêmica.

É o caso das que vamos apresentar resumidamente neste post. As três podem ser usadas também em versões gratuitas.

Um dos grandes diferenciais dessas ferramentas de escrita colaborativa são os templates disponíveis, que oferecem o esqueleto de um documento que pode ser usado sem ter que começar do zero.

E se você estiver enviando um artigo para algum periódico cujo template está disponível numa dessas ferramentas, tornam-se então uma mão na roda.

Manuscripts.io

O Manuscrips.io oferece apenas templates para artigos acadêmicos, mas há para vários periódicos. Escolhido o modelo, a medida que você vai editando as regras de validação do modelo vão sendo executadas. Mas você pode criar sua estrutura, cuja visualização em árvore oferece uma ideia geral do esqueleto de seu trabalho.

Overleaf

Já Overleaf e Authorea trabalham com editores de texto baseados em LaTeX. No Overleaf encontra-se templates não apenas para vários periódicos, como para teses, dissertações, pôsteres, apresentações etc., inclusive de instituições brasileiras

Uma vez escolhido o template, seu artigo ao lado vai sendo modificado de forma automática a medida que você edita o template ou quando você pede a sincronização.

Authorea

Usa o mesmo sistema de edição do anterior, oferece templates para artigos e permite que você crie o seu template para ser reutilizado.

Assim como é possível aproveitar as vantagens dos gerenciadores de referências para organizar suas referências e PDFs, esses templates de artigos acadêmicos e vários outros documentos podem ser úteis.

As três ferramentas aqui apresentadas contam com as características mais comuns de ferramentas de escrita colaborativa, como colaboração em tempo real e adição de coautores ou colaboradores que podem apenas ler ou editar, de acordo com as permissões concedidas.

Há outras características que os distinguem entre si, vale dar uma vasculhada. Enfim, não é necessário falar da importância de ferramentas de escrita colaborativa e remota no momento atual, não é?

O exemplo de estrutura de dissertação sugerida vem do livro Métodos e técnicas de pesquisa bibliográfica, de Ângelo Domingos Salvador.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: