Resumindo

Acabei a tese! Ah, não, ainda tem que fazer o resumo…

O resumo de uma tese, ou de qualquer outro trabalho acadêmico, não é apenas uma exigência formal criada pelas normas de documentação para aborrecer os pesquisadores. É um elemento importante, que tem a função de apresentar ao leitor, de forma rápida, o conteúdo do texto.

O que muita gente não sabe é que existem padrões para elaboração de resumos. As normas da ABNT indicam o seguinte:

  • O resumo deve ressaltar o objetivo, o método, os resultados e as conclusões do documento
  • O resumo deve ser composto de uma sequência de frases concisas, afirmativas e não de enumeração de tópicos. Recomenda-se o uso de parágrafo único.
  • A primeira frase deve ser significativa, explicando o tema principal do documento. A seguir, deve-se indicar a informação sobre a categoria do tratamento (memória, estudo de caso, análise da situação etc.).
  • Deve-se usar o verbo na voz ativa e na terceira pessoa do singular.
  • Evitar: a) símbolos e contrações que não sejam de uso corrente; b) fórmulas, equações, diagramas etc., que não sejam absolutamente necessários; quando seu emprego for imprescindível, defini-los na primeira vez que aparecerem.
  • 150 a 500 palavras os de trabalhos acadêmicos (teses, dissertações e outros) e relatórios técnico-cientifícos; de 100 a 250 palavras os de artigos de periódicos. Fonte: NBR 6028 – Informação e Documentação – Resumo – Apresentação.

Em seu Guia de apresentação de teses, a Biblioteca da Faculdade de Saúde Pública da USP acrescenta algumas dicas:

  • O resumo deve começar com uma frase que contenha o essencial do documento original, evitando repetir as palavras do título.
  • Deve incluir unicamente os pontos significativos, ser claro e conciso, evitando comentários periféricos e generalidades
  • O resumo não deve conter citações bibliográficas, tabelas, quadros, esquemas.
  • Deve-se evitar: uso de frases negativas, adjetivos, advérbios, neologismos e abuso de explicações; expressões como “O presente trabalho trata …”, “Nesta tese são discutidos….”, “O documento conclui que….”, “aparentemente é….” etc.; informações que não estejam o documento original; abreviaturas e siglas – quando absolutamente necessário, citá-las entre parênteses e precedidas da explicação de seu significado, na primeira vez em que aparecem.

Além do resumo, há outro elemento fundamental para sintetizar o conteúdo de um trabalho: as palavras-chaves, ou seja, palavras ou expressões que nos dizem sobre o que é o texto, quais são seus assuntos principais. Devem ser suficientemente curtas para que possam ser usadas na busca num catálogo ou base de dados. Para fazer uma boa escolha de palavras-chave, a dica é se colocar no lugar de um pesquisador que esteja procurando pela tese ou artigo. Que termos de busca fariam esse pesquisador encontrar o trabalho e, talvez, outros do mesmo assunto?

Algumas unidades da USP exigem que as palavras-chaves informadas pelos autores de tese sejam extraídas do Vocabulário USP, que é a lista padronizada de assuntos adotadas pelas bibliotecas. Na ECA, isso não é necessário. Somos nós, da Biblioteca, que selecionamos os termos mais adequados no Vocabulário USP, tomando por base o resumo e nas palavras-chaves dos autores. Os autores só precisam se preocupar em descrever bem o conteúdo do seu trabalho. Mas, quem quiser usar o Vocabulário USP, pode pedir nossa ajuda.

Leia também:

Como escrever o resumo de sua tese ou dissertação

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: