Memória da ECA: imagens de ontem e de hoje

13/04/2012

Antigamente existiam os diafilmes, tiras com imagens fixas que eram projetadas em  sequência, acompanhando as explicações do professor:

Os diafimes eram, por assim dizer, os avós das apresentações em Power Point. Quando a Biblioteca recebeu, na década de 1980,  uma coleção de diafilmes sobre cinema do extinto Instituto Nacional do Cinema (1966-1975), esse tipo material nem era mais utilizado.

Então começamos a transformá-los em coleções de slides, o que se usava na época.

Os slides, ou diapositivos, são fotografias em suporte transparente e  formato 35 mm. Foram muito usados como material didático, antes de existirem os slides do Power Point.

Para atender às necessidades dos cursos, principalmente os de artes, a Biblioteca começou a produzir slides para o acervo, com uma ótima câmera Pentax K-1000, toda manual:

A câmera era acoplada a uma mesa de reprodução bastante simples, na qual fotografávamos ilustrações de livros e catálogos de exposição:

Um filme de 36 poses levava, em média, de duas a três horas para ser terminado. Era preciso colocar máscaras de papelão preto em volta das ilustrações para o texto não aparecer, evitar o reflexo das luzes no papel …

As lâmpadas esquentavam muito e queimavam as mãos das funcionárias, mas elas adoravam esse trabalho mesmo assim, porque era algo especial e diferente.

Os filmes eram enviados a um laboratório para serem revelados, depois eram cortados e montados em molduras plásticas:

Os professores e alunos levavam emprestados os slides, que eram projetados por um projetor como esse:

Os slides eram acondicionados em pastas apropriadas e guardados em arquivos de aço, em sala com temperatura e umidade controladas.

Hoje não produzimos mais slides, mas conservamos nosso acervo de aproximadamente 25.000 itens. Estamos  digitalizando os slides mais importantes , aqueles que não se pode encontrar em outras fontes. Temos material doado pelos próprios artistas ou por professores que formaram coleções importantes, como Tadeu Chiarelli.

Digitalizar slides não é tão divertido quanto produzí-los, mas pelo menos os estagiários não queimam as mãos!

E a Biblioteca continua produzindo imagens a partir de fontes diversas, mas agora apenas digitais.  Sempre divulgamos, aqui neste blog, as novidades desse acervo.


%d blogueiros gostam disto: