Sobre fazer anotações em aulas

07/10/2019

É muito comum fazermos anotações durante as aulas para registrar as informações consideradas importantes. O processo de fazer anotações em aulas é individual, não há regras a serem seguidas, entretanto, muitos estudantes simplesmente não se dão conta de que para recuperar, posteriormente, os registros é importante utilizar algum padrão de organização. Quanto melhor organizadas estiverem as anotações, mais simples será recuperá-las para estudar.

Veja algumas dicas:

  • Fazer anotações em aulas não deve ser um ato de transcrição de tudo que o professor escreve, mas, sim de escrever ideias centrais abordadas na aula.
  • Anote o tema da aula, a data, o nome do professor
  • Use suas próprias palavras
  • Deixe espaços em branco, caso queira escrever coisas posteriormente
  • Use abreviações
  • Numere os pontos
  • Utilize cores para fazer destaques
  • Agrupe itens semelhantes (linhas, cores, números, caixas, círculos, destaques com cores, quadros)
  • Citações – dê destaque
  • Use palavras que auxiliem a lembrar de tópicos importantes
  • Revise suas anotações, destaque os pontos mais importantes

A imagem abaixo é do Método Cornell, um método bastante simples e eficaz que foi desenvolvido para a elaboração de anotações. Consiste em dividir a página em três seções. Uma delas (a área central) deve conter as principais ideias da aula, a outra (canto esquerdo) trazê-las de modo sintético em conceitos/palavras-chave, o canto inferior da página é destinado à anotação de perguntas e um resumo sobre o tópico.

Veja abaixo alguns exemplos para, quem sabe, começar a fazer suas anotações de uma forma diferente.

Método Cornell

 

Exemplo de uso do método Cornell

 


%d blogueiros gostam disto: