Regina Silveira

20/01/2020

Nossa Escola sempre teve artistas, tanto entre os estudantes quanto no corpo docente. Alguns dos artistas brasileiros mais importantes já passaram pela ECA e deixaram trabalhos no acervo da Biblioteca. Vamos falar um pouco sobre eles neste blog, começando por Regina Silveira.

Artista multimídia, pintora e gravadora, Regina é um dos nomes de maior destaque no atual cenário da arte brasileira. Foi docente da ECA, onde defendeu mestrado e doutorado, e orientou dissertações e teses de vários artistas, entre os quais: Mônica Nador, Ana Maria Tavares, João Musa, Sérgio Romagnolo e Feres Khoury, todas disponíveis no acervo da Biblioteca da ECA.

Sua dissertação de mestrado, Anamorfas, de 1980, foi a primeira da ECA a incluir trabalhos artísticos práticos, dois dos quais podem ser consultados fazem parte no acervo da Biblioteca da ECA:

álbum com 12 gravuras em lito-offset, acondicionadas numa caixa forrada em tecido negro

Caixa do álbum de gravuras

 

Gravuras

livro de artista Anamorfa, impresso em off-set sobre papel couché, com tiragem de 100 exemplares

Anamorfa – livro de artista

Nas palavras da autora :

Anamorfas é um estudo sobre as aparências representadas por códigos projetivos. Trata do problema das distorções de imagens desenhadas em perspectiva, quando, por uma ação gráfica arbitraria, contrariam-se as normas que condicionam este sistema de representação.

Simulacros, sua tese de doutorado orientada por Wolfgang Pfeiffer, foi defendida em 1984 e está disponível em nosso acervo, mas apenas em versão impressa. Também temos um exemplar da obra Dilatáveis , da série Simulacros, um dos trabalhos mencionados na tese.

Desaparência (2001 -2002) é um trabalho em cartolina que acompanha a revista Sublime.

A gravura Armadilha para executivos, doada pela artista, enfeita há vários anos as paredes da Biblioteca.

 

A instalação Mundo, na Praça Milton Santos, aqui pertinho, também é obra da Regina.

Por fim, para saber mais sobre a artista, consulte:

Site da artista – https://reginasilveira.com/

Enciclopédia Itaú Cultural – http://enciclopedia.itaucultural.org.br/pessoa8084/regina-silveira

NO ACERVO DA BIBLIOTECA DA ECA

 

Catálogos de exposições

CASA TRIÂNGULO. Regina Silveira: intro (re: fresh window, r.s.). São Paulo: Casa Triângulo, 1997.

FUNDAÇÃO VERA CHAVES BARCELLOS. Regina Silveira: Um salto no espaço. Porto Alegre: Fundação Vera Chaves Barcellos, 2014.

MUSEU DE ARTE CONTEMPORÂNEA DA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO. Inter-comunicável = In-comunicabile. São Paulo: MAC/USP, 1982.

MUSEU VALE DO RIO DOCE. Regina Silveira: ficções. Vila Velha: Vila Velha Museu Vale, 2007.

PAÇO IMPERIAL. Sonia Andrade, Milton Machado, Regina Silveira. Rio de Janeiro: Paço Imperial, 2001.

SENAC. CENTRO DE COMUNICAÇÃO E ARTES. Regina Silveira: ex orbis – making of.  São Paulo: Senac, 2000.

MUSEU DE ARTE DA PAMPULHA. Regina Silveira: compêndio [rs]. Belo Horizonte: MAP, 2007.

Textos de e sobre Regina Silveira

MORAES, A. (org). Regina Silveira: cartografias da sombra.  São Paulo: EDUSP; FAPESP, 1996.

OLIVEIRA, A. C. D. Arte e mídia: os meios como modo de produção artística na cultura. Galáxia : revista transdisciplinar de comunicação, semiótica, cultura, São Paulo, n. 4,195-217,. 2002.

SILVA, Daniela M. A. N. R. D. A fotografia na arte contemporânea e o terreno da ficção: Regina Silveira e Carlos Fadon Vicente. Tese (Doutorado) – Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo, 2015. Disponível em: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8138/tde-11012016-124401/pt-br.php. Acesso em 24 abr. 2019.

SILVEIRA, Regina. Artemicro:  a microficha como suporte de arte. In: ALVARADO, Daisy Valle Machado Peccinini de (Coord.). Arte : novos meios multimeios : Brasil ’70/80. São Paulo: Instituto de Pesquisa Setor Arte/FAAP, 1985.

SILVEIRA, Regina. Silhouettes, viewpoints and distortions. Brazilian art research yearbook,  São Paulo v. 1, p. 44-60, 1992.

SILVEIRA, Regina. O paradoxo do santo. Significação : revista de cultura audiovisual. São Paulo, v. 21, n. 10, p.103-105, 1994. Disponível em: http://dx.doi.org/10.11606/issn.2316-7114.sig.1994.65514. Acesso em 24 abr. 2019

SILVEIRA, Regina. Encuentro(1991). Pulgar, Caracas, v. 3, n. 2, jun.  2001.

SILVEIRA, Regina. Esferas. Galáxia : revista transdisciplinar de comunicação, semiótica, cultura. São Paulo, n. 4, p.243-253, 2002.

SILVEIRA, Regina. A arte da ilusão. Veredas : revista de cultura do Banco do Brasil. Rio de Janeiro, v. 8, n. 87, p.32-37, 2003.

SILVEIRA, Regina. Descendo a escada. In: Itaú Cultural (São Paulo). Memória do futuro : dez anos de arte e tecnologia no Itaú Cultural. São Paulo : Itaú Cultural, 2008.

SILVEIRA, Regina. A genealogia da escada inexplicável e o embaralhamento dos meios. In : CARAMELLA, Elaine (Org.). Mídias : multiplicação e convergências. São Paulo : Ed. Senac, 2009.

SILVEIRA, Regina. Par avion. Revista da Biblioteca Mário de Andrade. São Paulo, n. 67,131-136, 2011.

SILVEIRA, Regina. Notas sobre fotografia. Boletim : Grupo de Estudos Arte & Fotografia. São Paulo, n. 4, p. 101-115, 2012.

SILVEIRA, Regina. Espanha e Porto Rico:os primeiros anos : Julio Plaza por Regina Silveira. In: BARCELLOS, Vera Chaves (Org.). Julio Plaza : poética política. Porto Alegre : Fundação Vera Chaves Barcellos, 2013.

SPAZIANI, L. F. O artista contemporâneo e o site specific numa instituição cultural: Tunga e Regina Silveira no Centro Cultural Banco do Brasil de São Paulo. Dissertação (Mestrado) –  Escola de Comunicações e Artes, Universidade de São Paulo, 2012. Disponível em: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/93/93131/tde-13052012-180834/pt-br.php. Acesso em: 24 abr. 2019.

TEIXEIRA, C. Enigmas: uma análise da obra de Regina Silveira.  São Paulo: Ed. do Autor, 1983.


As gravuras e suas imagens

13/10/2015

Por muitos anos a Biblioteca da ECA manteve uma coleção de imagens de obras de arte, em slides, para uso dos professores e alunos que precisavam analisar as obras em aulas, palestras etc. A coleção foi muito utilizada, mas agora descansou. Os usuários dos antigos slides migraram para o ambiente digital.

O acervo continua à disposição do público. Seus segmentos mais importantes, que contêm imagens difíceis de serem localizadas em sites de museus e bibliotecas digitais, estão sendo digitalizados. Vejam aqui um pouco da história dessa coleção:

https://bibliotecadaeca.wordpress.com/2012/04/13/memoria-da-eca-imagens-de-ontem-e-de-hoje-2/

Entre slides, fotografias em papel e imagens digitais, temos mais de 800 reproduções de gravuras no acervo. Em sua maioria são coleções adquiridas de museus e fotos de ilustrações livros feitas na própria Biblioteca ou doadas por artistas, mas também temos documentação fotográfica da II Bienal de São Paulo – um acervo raro – e os originais do livro História geral da Arte no Brasil, organizado por Walter Zanini.

goeldi

morandi

E também temos algumas gravuras originais de artistas que defenderam trabalhos acadêmicos na ECA, entre os quais Evandro Carlos Jardim e Regina Silveira, cujos trabalhos Processos da gravura em metalAnamorfas, apresentados como dissertação de mestrado, fazem parte do acervo da Biblioteca.

Regina Silveira. Anamorfas.

Regina Silveira. Anamorfas.

Selecionamos algumas bibliotecas digitais de museus ou serviços comerciais que trazem imagens de gravuras de boa qualidade, vejam aí:

Pace Prints
http://www.paceprints.com/about

Tate Gallery
http://www.tate.org.uk/

British Museum
http://www.britishmuseum.org/research/collection_online/search.aspx

Artsy
https://www.artsy.net/gene/etching-slash-engraving

Agência fotográfica da Réunion des Musées Nationaux
http://www.photo.rmn.fr/

Scala
http://www.scalarchives.com/web/index.asp

Bridgeman
http://www.bridgemanimages.com

BPI1700 – British Printed Images to 1700
http://www.bpi1700.org.uk/jsp/

The Metropolitan Museum of Art
http://www.metmuseum.org/toah/hd/engr/hd_engr.htm

The National Gallery of Arts
www.nga.gov/

Acompanhem também a Biblioteca da ECA no Pearltrees e Pinterest, onde procuramos garimpar conteúdos interessantes para quem procura imagens.


%d blogueiros gostam disto: