Programa de treinamentos na Biblioteca

20/10/2014

A partir desta semana, aproveitando o contexto da XVII Semana do Livro e da Biblioteca na USP, a Biblioteca da ECA lança um programa permanente de treinamentos voltado para promoção do uso mais proveitoso das fontes de informações e serviços oferecidos, principalmente as bases de dados especializadas, catálogos da Biblioteca e gerenciador de referências EndNote Basic.

Snap 2014-10-17 at 16.51.00A USP assina dezenas de bases de dados, algumas com cobertura ampla de um campo de estudo, outras interdisciplinares ou multidisciplinares. Embora essas bases de dados ofereçam informações atualizadas e confiáveis, são às vezes desconhecidas de boa parte da comunidade de pesquisadores.

Outro propósito dos treinamentos será oferecer orientações básicas para pesquisas nos catálogos da USP (Dedalus, Busca Integrada, bases da Biblioteca), bem como fazer reservas e renovações, usar pastas virtuais, inserir tags e comentários, empréstimo entre bibliotecas.

Snap 2014-10-17 at 16.49.50

E para aqueles que se queixam de ter de lidar com referências e citações durante a elaboração de seus trabalhos, vamos apresentar o gerenciador de referências EndNote Basic, que permite organizar referências de documentos, compartilhar pastas, gerar listas de referências e inserir citações de forma automática no formato ABNT etc.

Snap 2014-10-17 at 16.53.06

Já está em nosso site uma nova página, onde se pode ver as opções de treinamentos disponíveis e fazer inscrição num deles. Depois de feita a inscrição deve-se aguardar confirmação por parte da Biblioteca. Nessa fase inicial os treinamentos devem, preferencialmente, ser agendados com três dias de antecedência.

Se alguém tiver necessidade de informações sobre algum assunto que não esteja em nosso “menu” de treinamentos, entre em contato conosco por e-mail,  telefone ou pessoalmente. Podemos preparar um treinamento especial, sob demanda.

Aproveitem!

 


De novo esse ORCID?

03/08/2020


Sim, de novo! A USP está muito empenhada em garantir que todos os docentes e pós-graduandos se cadastrem no ORCID. Muitos dos nossos professores já o fizeram, mas nem todos. Além disso, é importante lembrar que não basta ter o número, é preciso também:

1. Vincular seu ORCID à USP, para que a Universidade possa, futuramente, autenticar as informações institucionais de sua comunidade. Para criar ou vincular à USP um ORCID já existente, acesse este link:
http://www.usp.br/orcid

Exemplo de perfil não vinculado à instituição

 

Exemplo de perfil vinculado à USP



2. Inserir suas informações. O ORCID não é apenas um número, é uma plataforma de currículo como o Lattes, mas internacional e capaz de se conectar a outras instituições. Por esse motivo, é importante que o pesquisador coloque seus dados pessoas e registre sua produção. Não é necessário fazer tudo isso manualmente, parte das informações da produção pode ser puxada da Biblioteca Digita da Produção Intelectual da USP  (BDPI) ou do perfil do autor no Google Acadêmico, desta forma:

Entre na Biblioteca Digital da Produção Intelectual

Clique em “Usuário” e entre com seu login e senha dos sistemas USP (seu nome vai aparecer no alto da tela, à esquerda)

Clique sobre seu nome

Clique em “Exportar sua produção em formato Bibtex” e um arquivo com o nome export_bdpi será baixado em seu computador. Esse arquivo pode ser puxado para seu ORCID. Toda a sua produção cadastrada no Dédalus e BDPI entrará no ORCID.

3. Deixe suas informações públicas, para que possam ser vistas. Muitos pesquisadores têm mantido seus dados no ORCID privados, o que não faz muito sentido num currículo.

Perfil sem informações públicas

 

Perfil com informações públicas

 

A Biblioteca da ECA pode orientar na criar, vinculação e alimentação do ORCID. Agora, durante a pandemia, oferecemos atendimento remoto pelo Google Meet. Acesse nossa página de treinamentos para agendar um horário.
http://www3.eca.usp.br/biblioteca/servicos/treinamentos

 


Esta é a sua biblioteca

14/02/2020

Calouro e caloura da ECA, este post é especial para você, leia com atenção assim que acabarem as festas.

Na Biblioteca da ECA você têm à disposição um grande e bem selecionado acervo de livros, teses, filmes, partituras, CDs, discos em vinil, livros de artista, catálogos de exposições, revistas acadêmicas de todas as áreas, revistas populares antigas e muitas outras coleções interessantes. Quase tudo disponível para empréstimo, menos os materiais raros ou muito frágeis.

Além disso, a USP publica e assina uma quantidade de revistas eletrônicas, que o pessoal a Biblioteca pode ajudar a conhecer e explorar.

E se você precisar de um livro de outra biblioteca da USP? Muito fácil, os alunos da USP podem fazer empréstimos em qualquer uma das nossas bibliotecas, com seu cartão USP ou e-card.

Quantidades e prazos

alunos de graduação – 10 itens por 10 dias

alunos de pós-graduação – 15 itens por 21 dias

O prazo de empréstimo pode ser renovado por 3 vezes, se ninguém fizer uma reserva do material que está com você. Dá para fazer pela internet, pelo aplicativo ou entrando em contato com a Biblioteca. Veja as instruções neste link.

Espaços de estudo

Temos mesas para estudo individual, salas de estudo em grupo, salas para assistir filmes coletivamente, cabines para ver filmes individualmente. Se você gostar de bibliotecas, pode passar o dia todo na Biblioteca da ECA.

A reforma

No momento, estamos passando por uma reforma, que deixou nosso espaço menor e mais barulhento, além de meio bagunçado. O piso da entrada da Biblioteca estava cedendo, e como não queríamos acabar num buraco, tivemos que mandar consertar.

Mas a obra está no final. Se não houver imprevistos, em meados de março já voltaremos a abrir nossa porta no saguão do prédio central da ECA. Por enquanto, a entrada está sendo pelo jardim, em frente ao monumento Lugar com Arco, obra da professora Norma Grinberg.

 

Visitas guiadas

Durante todo o mês de março, vamos oferecer visitas guiadas à Biblioteca da ECA. Mostraremos espaços, serviços, acervo, modo de usar, segredos e perigos. Não percam. Basta aparecer e pedir para fazer a visita, nos seguintes horários:

das 9 às 20 horas, nas horas cheias (9, 10, 11 e assim por diante)

Onde encontrar informações

Temos tem um site, onde você pode achar  praticamente tudo o que precisa saber sobre a Biblioteca da ECA. Clique aqui. Usamos Facebook, Twitter e Instagram para divulgar novidades e informações interessantes. Este blog também traz conteúdos novos toda segunda-feira, procurem acompanhar. Uma vez por mês enviamos nosso boletim Acontece na Biblioteca, que você pode assinar neste link.

Catálogos

Para localizar livros e outros materiais em qualquer biblioteca da USP, acesse o Dédalus, nosso catálogo. Se quiser encontrar, além dos acervos físicos das bibliotecas, muitos conteúdos disponíveis online, use o Portal de Busca Integrada. Dúvidas para usar essas ferramentas? Passe na Biblioteca e fale conosco, ou faça uma visita guiada.

Treinamentos

Quem quiser ou precisar se aprofundar um pouco mais em suas pesquisas ou conhecer melhor os recursos que a Biblioteca oferece, pode marcar um treinamento conosco. Você vai ver que a dissertação, o TCC,  ou mesmo os trabalhos das disciplinas vão sair com mais facilidade.

Uma brincadeira

Vamos nos divertir um pouco com o acervo da Biblioteca. Neste primeiro mês de aulas, estamos organizando uma pequena exposição de livros e filmes indicados pelos próprios funcionários da Biblioteca. Convidamos os alunos a participar da atividade. Basta escolher um livro ou filme do qual vocês gostem e colocar nele um impresso com seu nome a alguma observação sobre o material e deixar no expositor. Os impressos vão estar disponíveis no local.

Se preferir, faça uma postagem nas redes sociais falando sobre um livro ou filme, usando a hashtag #sugestãoBibliotECA. Só pedimos que seja um título do nosso acervo.

 


Estilo ABNT no Mendeley

13/01/2020

Uma boa notícia para quem usa gerenciadores de referências!

A Biblioteca da ECA disponibilizou uma atualização do estilo ABNT para o Mendeley (também funciona no Zotero) de acordo com a norma ABNT NBR 6023 – 2018. Isso significa que já dá para gerar referências com a norma atual, facilmente, nos dois gerenciadores.

Para que tudo funcione, é necessário instalar o estilo, assim:

Vá em View > Citation Style > More Styles:

Em “Get More Styles”, procure por “Universidade de São Paulo – Escola de Comunicações e Artes – ABNT”. Selecione e clique em “Install”

Por último, na aba “Installed”, selecione o estilo e clique em “Use this Style”

Pronto.

Mas é importante ressaltar que há algumas limitações em relação à geração automática de citações.

Por exemplo, no caso de filmes, a norma indica que a entrada é pelo título, mas somente as primeiras palavras em maiúscula. Este é um padrão que não é comum em outras normas e não está previsto nas funcionalidades disponíveis na ferramenta que faz o processamento e que utiliza a especificação CSL.

Além disso, os gerenciadores de referência podem não ter todos os campos necessários para a geração da referência conforme a norma ABNT. Um exemplo disso são as teses, pois falta o campo nome do curso.

Em outros casos, o Mendeley não exibe todos os campos. Para artigos de periódicos (journal article), por exemplo, não aparece o campo cidade, obrigatório para referências em ABNT. Para corrigir esse problema, clique em Tools > Options e selecione o campo:

Também ressaltamos que este estilo pode ser melhorado, então caso encontrem algum erro ou oportunidade de melhoria, informem para a gente pelo e-mail: ecabiblioteca@usp.br.

A Biblioteca da ECA realiza treinamentos agendados para Normalização e Mendeley. Agende pelo site da biblioteca.


Bibliotecas para todos

25/11/2019

Muita gente não sabe, mas as bibliotecas da Universidade de São Paulo são abertas a toda a população. O empréstimo de livros e outros materiais é restrito aos estudantes, professores e funcionários da Universidade, mas nossas bibliotecas prestam diversos outros serviços importantes a quem as procura.

Um dos mais importantes é, provavelmente, o acesso local ao gigantesco acervo de documentos em suporte físico. Qualquer cidadão pode entrar numa biblioteca para fazer pesquisas, ler livros e revistas do acervo, fazer cópias parciais dos textos de seu interesse e até mesmo, em alguns casos, assistir filmes. Muita gente já encontrou na USP aquele livro que não se conseguiu achar em lugar nenhum, nem nos sebos, nem na internet.

Muitos conteúdos podem ser acessados remotamente de forma gratuita, como as teses e dissertações mais recentes (a partir de 2001), artigos das revistas publicadas pela Universidade, artigos de professores publicados em revistas de acesso aberto e trabalhos de conclusão de curso de graduação.

Além disso, as revistas eletrônicas assinadas pela USP e pela CAPES podem ser acessadas pelos computadores das bibliotecas, onde pesquisador pode baixar gratuitamente os artigos que necessitar, enviar ao seu e-mail ou gravar num pen–drive, dependendo das condições técnicas dos equipamentos de cada biblioteca.

E como o pesquisador descobre em qual das 48 bibliotecas da USP está o livro, revista, artigo ou coleção de documentos que precisa consultar? É possível fazer essa busca pela internet, acessando os seguintes serviços:

Dédalus – Banco de Dados Bibliográficos da USP

Catálogo de todas as bibliotecas da USP que reúne, entre outros documentos, livros, coleções de revistas, teses (impressas e online), trabalhos de conclusão de curso (impressos e online), partituras e filmes. Por esse catálogo é possível descobrir onde está o material desejado e se está disponível para consulta.

Portal de Busca Integrada

Serviço que localiza, além de todo o acervo de livros, revistas, teses, trabalhos de conclusão de curso, partituras, filmes etc, artigos das revistas eletrônicas, tanto aquelas publicadas pela USP – que são de acesso aberto e podem ser consultadas remotamente – quanto as que são assinadas pela Universidade ou pela CAPES, que a população em geral pode acessar nas bibliotecas da USP.

As bibliotecas da USP guardam muitas surpresas interessantes em seus espaços físicos ou no mundo digital. Conheçam, por exemplo:

Biblioteca Brasiliana Mindlin Digital

https://digital.bbm.usp.br/handle/bbm/1

Biblioteca de livros raros digitalizados, em acesso aberto. Outro projeto interessante da Biblioteca Brasiliana Mindlin:

Atlas dos Viajantes no Brasil: https://viajantes.bbm.usp.br

Tecidoteca da EACH

Biblioteca – Tecidoteca

A Escola de Artes,Ciências e Humanidades tem uma coleção de tecidos, malharia, aviamentos e fibras, aberta para consulta no horário das 13 às 21 horas. É necessário agendar a visita.

Coleção Especial de Revistas da Biblioteca da ECA

Coleção formada por revistas não acadêmicas, de caráter popular ou jornalístico. Inclui títulos como Manchete, O Cruzeiro, Isto É, Visão, Senhor, Amiga, Bundas, Set, A Cigarra, Revista de Cultura Vozes, Revista do Rádio e outras. Veja a relação completa neste link.

Audioteca CIR

http://www.fsp.usp.br/laudio/topo_menu.swf

A Biblioteca Centro de Informação e Referência da Faculdade de Saúde Pública produz e mantém uma coleção de áudios em MP3 que divulga, em linguagem acessível, conhecimento em saúde pública produzido na Faculdade que possa ser apropriado pela população em geral e, em especial, pelos usuários do SUS.

Acervo de Testes Psicológicos da Biblioteca do Instituto de Psicologia

http://www.ip.usp.br/site/biblioteca/biblioteca/

Consulta restrita a psicólogos formados, muito utilizado por profissionais da comunidade externa.

Sala Acessibilidade da Biblioteca da FEA

https://www.fea.usp.br/biblioteca/sobre-a-biblioteca/produtos-e-servicos/sala-acessibilidade

Na Biblioteca da Faculdade de Economia e Administração há uma sala com equipamentos que auxiliam a leitura de pessoas com deficiência visual, aberta ao público.

Livro Leve e Solto

[editado em 26.11.19]

A Biblioteca Florestan Fernandes, da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas tem uma sala com livros que podem ser emprestados informalmente, por qualquer pessoa. Não é necessário fazer cadastro, é só escolher o livro e levar.

Treinamentos e visitas guiadas

[editado em 29.11.19]

Várias bibliotecas da USP oferecem visitas guiadas e treinamentos para a comunidades externa. Citamos, por exemplo:

A Biblioteca do Conjunto das Químicas oferece treinamentos de acesso a bases de dados e catálogos a alunos externos à USP e recebe escolas para conhecer a biblioteca e as exposições que envolvem Química e Ciências Farmacêuticas.

A Biblioteca da Faculdade de Saúde Pública recebe mensalmente os alunos residentes do Centro de Telemedicina do Centro de Saúde Escola Geraldo de Paula Souza para visita ao espaço e acervo da biblioteca e apresentação de fontes de informação em saúde. Também recebe anualmente a visita de alunos dos cursos de Nutrição e Dietética das ETCs Guainazes e Mandaqui (turmas matutina e noturno), nos 2 semestres.

A Biblioteca da Escola de Artes, Ciências e Humanidades atende escolas de ensino fundamental, nas visitas organizadas pelo ECCE – Espaço Ciência, Cultura e Educação.  .

Consórcio Cultural de Bibliotecas e Praça Literária de Lorena
[editado em 29.11.19]

O Consórcio Cultural de Bibliotecas (CCB) foi idealizado pelos bibliotecários das três instituições da cidade de Lorena – SP: Escola de Engenharia de Lorena (EEL/USP), Centro Universitário Teresa D´Ávila(UNIFATEA) e Centro Universitário Salesiano São Paulo (UNISAL).  São realizadas atividades culturais, como a permuta de exposições de obras de arte, mostras fotográficas de alunos e artistas da região. Outro projeto da Biblioteca da EEL é a Praça Literária: Florescer da Leitura que difunde o incentivo à leitura em ambientes abertos diferenciados do espaço físico da biblioteca para a comunidade externa da cidade de Lorena. Os livros de literatura são obtidos por doação de outras bibliotecas (a Biblioteca EACH é uma grande parceira) e do público em geral são colocados à disposição para leitura local ou doação, ao alcance de toda comunidade. Ocorrem simultaneamente várias atividades: contação de histórias, varal de leitura, bate-papo com o leitor, oficinas e sorteios de brindes dos patrocinadores do evento.

Os endereços completos de todas as bibliotecas da USP estão listados nesta página.

Todas as bibliotecas da USP possuem sites ou páginas nos sites de suas faculdades, escolas ou institutos. Muitas mantém blogs – como este –  perfis nas redes sociais mais conhecidas, canais no Youtube etc. A partir desses locais, é possível descobrir um mundo inesperado de informações de qualidade, acervos importantes e serviços democraticamente abertos à toda a população.

 

 

 

 


Organizando seus fichamentos com o Mendeley: parte 2

09/09/2019

A preocupação com a documentação de suas fontes deve vir desde o começo de sua graduação e acompanhá-lo de forma contínua, no entanto é preciso pensar também na recuperação desse material, afinal, não adianta juntar um monte de referências e anotações de leitura se você depois não consegue encontrar isso quando precisa. É preciso criar a sua biblioteca de referências e saber encontrar, recuperar isso.

Dois posts atrás nós sugerimos um esquema de organização de seus fichamentos usando o Mendeley para quem está desenvolvendo uma monografia, por isso sugerimos usar o seu sumário-hipótese ou plano de trabalho e criar uma organização de pastas usando a mesma lógica.

Mas, e se você apenas começou sua graduação e o TCC ainda não está no horizonte de suas preocupações? Temos uma sugestão também, inspirada no livro Metodologia do trabalho científico, de Antonio Joaquim Severino, veja o que ele diz:

Cada estudante pode formar seu fichário de documentação temática relacionado ao curso que está seguindo, a partir da estrutura curricular deste. Nesse caso, cada disciplina corresponderia a um setor do fichário e suas partes essenciais determinariam os títulos das fichas, enquanto os conceitos e elementos fundamentais dessas partes corresponderiam aos subtítulos das fichas.
p.72 24.ed.

Adaptando essa sugestão ao Mendeley, criamos uma pasta para o curso de Turismo, e dentro dessa pasta, uma subpasta para cada disciplina do curso. Abaixo, no exemplo, um destaque para a pasta da disciplina Meios de hospedagem

Você pode adicionar todas as referências indicadas e os PDF, quando estiverem disponíveis

Pode adicionar os links para os fichamentos feitos no Google Drive ou Dropbox

Pode marcar os já lidos

Se há algum item que você acha importante ler por conta dessa disciplina, mas não consta da bibliografia oficial, adicione na mesma lista e, se achar necessário, coloque uma tag para diferenciar dos outros itens, por exemplo: adicional, complementar…

Quer saber mais? Precisa de ajuda? Apareça aqui na Biblioteca ou agende por aqui.


Business Source Complete

11/03/2019

Economia e negócios, é disso que trata a base de dados Business Source Complete. A base indexa importantes revistas dessas áreas, traz perfis de autores mais citados e informações sobre empresas.

Para quem busca informações econômicas e de negócios envolvendo áreas como comunicação, turismo, relações públicas, publicidade, editoração, jornalismo etc., essa é uma fonte a  considerar. É também uma fonte de informações importante na área de marketing.

Para acessar a base, procure na lista de bases de dados na página do Sistema Integrado de Bibliotecas da USP (SIbiUSP), uma vez lá navegue pela lista alfabética até a letra B.

A base oferece recursos de busca como

operadores booleanos

dog or cat and show or parade
(dog or cat) and (show or parade)

dicionários de sinônimos

e filtros para refinar o resultado de sua busca.

Se quiser conhecer melhor esses e outros recursos que a base oferece, é só nos procurar no serviço de referência da biblioteca, ou agendar por aqui:

http://www3.eca.usp.br/biblioteca/servicos/treinamentos


Seja bem-vindx à ECA

25/02/2019

Seja bem-vindx à ECA, sua nova casa durante esse período de (trans)formação.

Ingressar na graduação é entrar em contato não somente com um novo campo de conhecimento, mas, também, com uma nova cultura que marca o meio. A USP oferece inúmeras possibilidades de vivência cultural e científica aos estudantes. Museus de arte, cultura e ciência, cinema, teatro, editora, orquestra, coral e bibliotecas evidenciando uma estrutura que vai muito além da sala de aula.

Desejamos que a Biblioteca da ECA seja parte integrante dessa nova fase da vida de todxs, contribuindo para que se aventurem pelas trilhas do conhecimento e da cultura. Então, vamos a algumas apresentações iniciais:

De 25 de fevereiro até o fim de março serão realizadas visitas guiadas para que os estudantes conheçam a biblioteca e seus recursos. As visitas ocorrerão de hora em hora, das 9h às 20h, desde que um bibliotecário esteja disponível. Aproveite para conhecer essa biblioteca que também é sua!

A Biblioteca da ECA oferece salas para estudo em grupo, computadores com acesso à internet, mesas para estudo individual, wifi, cabines para assistir filmes do acervo e, também, uma sala de áudio e outra de vídeo nas quais você pode assistir filmes com seus colegas ou então ouvir um disco ou CD do acervo. Aproveite o tempo que não está em aula e explore esse universo!

O acervo das bibliotecas pode ser pesquisado em catálogo online, o Dedalus. Além do acervo físico, é disponibilizado vasto acervo digital.

O acervo físico e o digital podem ser pesquisados no aplicativo Bibliotecas USP. Nele você também faz reservas e renovações.

Há catálogos específicos em que é possível pesquisar o acervo de filmes , gravações sonoras e partituras. A equipe da biblioteca prepara listas temáticas de filmes do acervo. Assim, se quiser assistir a um filme e não tiver nenhum título em mente, consulte as listas temáticas que ficam sobre o balcão de atendimento e também estão disponíveis em nosso blog.

Para conhecer os recursos de pesquisa, marque um atendimento com um bibliotecário nesse link , assim você terá um horário reservado para você. Sugerimos que marque a atividade “Dedalus, Busca Integrada, bases da Biblioteca e Empréstimo entre Bibliotecas” , mas, lembre-se que não é preciso marcar um horário para ser atendido por um bibliotecário. Basta chegar e pedir auxílio!

Os estudantes podem retirar livros em todas as bibliotecas da USP, basta apresentar o cartão USP. Aqui você conhece os prazos e quantidades que pode emprestar.

Em nosso blog publicamos posts semanais, além disso estamos presentes em redes sociais como twitter e facebook. Além de informações importantes sobre o funcionamento da biblioteca (alteração no horário, por exemplo), divulgamos informações que selecionamos e consideramos pertinentes às áreas de Comunicação, Informação e Artes.

Mensalmente divulgamos o Acontece na Biblioteca, boletim com informações importantes e as novidades do acervo. Clique aqui para assinar e acompanhar as notícias sobre a Biblioteca.

É possível entrar em contato conosco por email, telefone, chat e redes sociais. Verifique em nosso site as informações para contato.

O site reúne informações importantes sobre a biblioteca, produtos e serviços oferecidos.

Nesse link você acessa o guia da Biblioteca com informações essenciais.

Essas informações são um pequeno indicativo do que está a disposição da comunidade. Venha até a biblioteca para explorar aos poucos esse universo, sinta-se sempre convidado a passar longas horas na Biblioteca lendo, estudando, trocando ideias, assistindo filmes, ouvindo música, realizando pesquisas ou simplesmente em silêncio.

Seja bem-vindx, faça parte desse meio e que o meio faça parte de sua vida, o que inclui a Biblioteca!


Mais 10 coisas para não fazer durante a pós-graduação

11/02/2019

Este post foi inspirado no texto 10 coisas que você não deve fazer em sua tese ou dissertacao, publicado no Blog do Pós-Graduando, de 2013, que ainda circula muito por aí. Fizemos uma versão incluindo o conceito de biblioteca, que consideramos útil para os pesquisadores.

1. NÃO PROCASTINE SUA IDA À BIBLIOTECA

O momento ideal para visitar sua biblioteca, aprender a consultar os catálogos, descobrir os recursos disponíveis, conhecer os bibliotecários e saber como eles podem ajudá-lo é no primeiro mês de aulas, antes de começar a pesquisa. Se você deixar para conhecer a biblioteca só quando seu orientador reclamar das suas referências e leituras, vai sofrer desnecessariamente. Acredite, uma das frases que os bibliotecários mais escutam é “por que eu não passei por aqui antes?”.

2. NÃO SEJA UM ILUDIDO

A ideia de que está tudo online e as bibliotecas e arquivos físicos não são mais necessários é um equívoco. Provavelmente você vai precisar de livros que só saíram em papel e que ninguém fez a gentileza de digitalizar. Dependendo da sua área de estudo, talvez tenha que consultar enormes arquivos de documentos impressos sem qualquer organização, se deslocar até outras cidades (ou países) e inalar muito poeira de papel antigo.

foto: Marino González (Flickr)

3. NÃO ECONOMIZE NA BUSCA DE ARTIGOS

Antes de ler muitos artigos, você vai precisar encontrá-los. E artigos não caem do céu, embora muitos estejam na nuvem. Lembre-se de que sua universidade provavelmente assina revistas em formato eletrônico e bases de dados para busca de artigos em milhares de títulos de periódicos, e nem sempre você vai encontrar todos esses conteúdos procurando só no Google Acadêmico. Peça informações sobre isso na sua biblioteca, mesmo que você ache que já tem tudo o que precisa. Talvez você nem precise ir pessoalmente até a biblioteca, muitas delas atendem por e-mail, telefone, chat…

 

4. NÃO TENHA MEDO DA ABNT (NEM DAS NORMAS DA APA, VANCOUVER OU CHICAGO)

Normalização não é muito simples mesmo, mas não é nenhum bicho-de-sete-cabeças. Basta entender e ter um pouco de paciência. Na maioria das bibliotecas universitárias há profissionais que podem ajudá-lo a entender isso tudo, manuais explicativos etc. Bibliotecários sabem lidar bem com essas coisas e também podem apresentá-lo aos gerenciadores de referências (Mendeley, Endnote etc), que descomplicam bastante a vida. Muitas bibliotecas até oferecessem treinamentos e aulas sobre essas ferramentas.

E sim, há várias outras normas além da ABNT, veja qual a sua instituição adota.  Atenção ao submeter artigos para revistas, veja qual é a norma adotada pela publicação.

5. NÃO SUPONHA QUE UMA INFORMAÇÃO EXISTA

Mas como ninguém escreveu nada sobre isso? Não é possível que não tenha nada na internet… Como esta biblioteca não tem esse material? Vou ter que ir até Portugal para consultar um arquivo?

Pois é, muitos pesquisadores se desesperam ao descobrir que fontes de informação, publicações ou acervos organizados que “tinham de existir” não estão acessíveis, ou custam caro ou simplesmente não existem. Ao escolher um tema de pesquisa, é importante verificar quais são os recursos informacionais disponíveis e o que será necessário para ter acesso a eles.

6. NÃO CONFIE CEGAMENTE NO QUE VOCÊ NÃO LEU

As citações de citações podem ser armadilhas que escondem e perpetuam indefinidamente erros de interpretação. Não abuse dos apuds no seu texto, procure sempre encontrar a fonte original, mesmo que dê trabalho. Os bibliotecários também podem ajudar com isso .

7. NÃO ACREDITE EM TUDO QUE SEUS COLEGAS AFIRMAM

Sim, você fez a lista de referências e a página de rosto do jeitinho que seu colega que já é doutor fez. Mas está errado. Ah, seu orientador garantiu que a biblioteca tem todos esses livros. Mas não tem, nunca teve. Para ter informações precisas sobre normalização ou disponibilidade de materiais no acervo, o mais seguro é consultar o pessoal da biblioteca. E seus catálogos.

8. NÃO ATRASE A ENTREGA DO MATERIAL DA BIBLIOTECA

Cuidado! Muitas bibliotecas cobram multas pela entrega fora do prazo, mas muitas fazem pior: aplicam suspensões de acordo com o tempo de atraso e a quantidade de itens atrasados. Você corre o risco de ficar sem acesso aos empréstimos em momentos cruciais do seu trabalho. Informe-se sobre o regulamento da sua biblioteca: prazos, quantidades, possibilidade de renovação dos empréstimos, penalidades etc. Peça uma cópia do regulamento, veja se está disponível no site ou exposto no mural.

9 . NÃO DEIXE DE INTERAGIR COM SUA BIBLIOTECA

Se você não for à biblioteca de vez em quando, se não acessar seu site ou perfis nas mídias sociais, dificilmente vai descobrir que aquele acervo importante ou aquele serviço que você precisa está lá. Fale com os bibliotecários, pergunte, mande e-mail, siga no Twitter ou Facebook (se a biblioteca tiver), telefone, insista. Não tenha receio de incomodar, responder às suas perguntas é a parte mais importante do trabalho dos bibliotecários.

10. NÃO BRIGUE COM A SUA BIBLIOTECA

Mas brigue por ela. Se falta pessoal, espaço, acervo ou atenção, reclame e reivindique. Fale com a chefia, mande carta para o diretor. Ter uma boa biblioteca é um direito seu e uma obrigação da instituição de ensino.


Os números de 2018

28/01/2019

Os livros, DVDs, partituras, revistas etc estão lá nas estantes, tem sempre pessoas arrumando, guardando e emprestando esse acervo, os bibliotecários e outros funcionários ajudam quem precisa de orientação. Mas nem todo o trabalho que fazemos numa biblioteca é visível para nossos usuários. É por isso que cultivamos o hábito de exibir alguns dos nossos números. Então, vamos lá.

Atendimento

Entraram na Biblioteca da ECA, no ano passado, 73438 pessoas, o que dá uma média de 6120 por mês. Esse pessoal veio pesquisar, retirar material, assistir filmes nas salinhas, estudar nas mesas individuais e nas salas de estudo em grupo – que agora tem ar condicionado -, pedir orientação aos bibliotecários, procurar alguma coisinha para ler no fim de semana etc.

Foram emprestados 23612 itens e consultados localmente 21845, ou mais. Muita gente consulta os livros e devolve nas estantes antes que a gente possa registrar nas estatísticas. É por isso, além de evitar que os livros sejam guardados em lugar errado, que a gente pede para deixar sobre as mesas os livros consultados.

Nossos treinamentos e palestras atingiram um público de 598 pessoas, e 418 procuraram individualmente o atendimento pelos bibliotecários. Podemos atender mais gente ainda, apareçam!

Aquisição

Em 2018 não recebemos verba para comprar livros, mas nem por isso o acervo deixou de crescer. Recebemos 2998 itens em doação, de instituições, empresas, pessoas generosas e, naturalmente, da FAPESP. Recebemos muitas doações, mas nem tudo é incorporado ao acervo. Após um trabalho de seleção cuidadoso, o material que não é adequado ao perfil do acervo é doado a outras instituições.

Tratamento da informação

Todo o material recebido passa por alguns processos antes de chegar às mãos dos usuários. Só encontramos os livros no catálogo e nas estantes porque há uma equipe que os analisa, cataloga, indexa e classifica por assunto e registra os dados no Dédalus e outras bases de dados. No ano passado a equipe encarregada desse trabalhos colocou à disposição do público 3233 itens, cadastrou no site da ECA 17 e-books publicados pela Escola, além de coletar e registrar 422 produções intelectuais de docentes.

Conservação

Livros, revistas e partituras e outros materiais impressos se desgastam, rasgam, perdem a capa e precisam ser recuperados. Vídeos e discos em vinil precisam ser copiados para suportes mais modernos para continuarem existindo. Nesse ano que passou nossa equipe de conservação foi responsável pela higienização de 1496 itens, conservação preventiva e pequenos reparos em 1578 e 69 conversões de suporte.

Divulgação, redes sociais, atividades culturais

Escrevemos e publicamos neste blog 46 textos originais. Tivemos 100.538 visualizações.

Fizemos publicações diárias no Facebook e no Twitter, preparamos e enviamos 11 boletins Acontece na Biblioteca, divulgamos 366 livros novos no Libib (não divulgamos todos, é uma seleção).

Organizamos 2 palestras, um debate e uma exposição, participamos da organização de um seminário.

Bibliotecários e tecnologia – palestra de Tiago Murakami – 25/10

Desenho de Escuta: políticas da auralidade na era do áudio ubíquo – palestra de Henrique Souza Lima – 18/10

O desafio da diversidade nas bibliotecas: questões metodológicas e culturais – Mesa-redonda – 24/10

III Seminário de Informação em Arte: Livros de artistas: da criação ao acesso – em conjunto com a Rede de Bibliotecas e Centros de Informação em Arte de São Paulo e Departamento de Informação e Cultura da ECA – 23/11

Exposição Livros de Artista – de 23/11 a 15.12


Para ver mais dados sobre o ano que passou e mais o quadro que mostra os tipos de materiais do acervo e suas quantidades, acesse o link Biblioteca em Números do nosso site.

 

 

 

 

 

 

 


%d blogueiros gostam disto: