A Biblioteca Digital da Produção Intelectual da USP: um novo caminho

29/10/2012

No dia 22 de outubro, durante o Simpósio Internacional sobre Rankings Universitários e Impacto Acadêmico na Era do Acesso Aberto, foi oficialmente apresentada à comunidade acadêmica a Biblioteca Digital da Produção Intelectual da USP (BDPI).

Esse novo serviço tem como objetivo principal aumentar a visibilidade da produção acadêmica da Universidade e tornar público e acessível o conhecimento gerado pelas pesquisas aqui desenvolvidas. Para alcançar esses objetivos, a BDPI permite o arquivamento não apenas de informações referenciais sobre a produção, como já fazem o Banco de Dados Bibliográficos da USP e a plataforma Lattes, mas dos documentos com seu texto completo.

Esse recurso não vai, de forma alguma, ferir os direitos dos autores e editores, pois o próprio docente definirá a forma de acesso aos seus artigos e outros trabalhos: aberto, restrito ou fechado. Dessa forma, o professor pode ter seus trabalhos na BDPI mesmo sem o acesso ao texto completo, se assim o decidir. A vantagem disso, além da visibilidade, é a garantia da preservação desses arquivos, pois a BDPI tem, entre suas diversas funcionalidades, a preservação digital.

Outro aspecto interessante da Biblioteca Digital é a possibilidade de acesso às estatísticas de uso, ou seja, o autor pode acompanhar a quantidade de acessos aos seus trabalhos de forma muito rápida e simples. E como o conteúdo da BDPI é recuperado pelo Google, espera-se que os documentos nela depositados tenham muitos acessos.

Nesse momento inicial a BDPI tem como conteúdo os artigos coletados pela equipe do Departamento Técnico do SIBiUSP nos portais Scielo e Web of Science referentes ao período 2008 a 2011 e os trabalhos do ano de 2011 cadastrados pelas quatro bibliotecas que participaram do projeto piloto, entre as quais a Biblioteca da ECA.

O próprio autor poderá, se assim o desejar, cadastrar e fazer upload de seus trabalhos na BDPI, pois o sistema é baseado no princípio do autoarquivamento, procedimento que agiliza a divulgação dos trabalhos. Naturalmente, se o professor preferir, os bibliotecários de sua unidade poderão se encarregar da tarefa. O cadastramento rotineiro da produção na Biblioteca Digital deverá começar em 2013, após a elaboração de manuais e capacitação das equipes bibliotecárias e dos próprios autores.

Futuramente a BDPI deverá incluir, além de outros tipos de publicações impressas, a produção artística e audiovisual dos nossos professores. A Biblioteca da ECA está trabalhando, junto à equipe do DT-SIBi, na definição da estrutura e características principais de uma biblioteca digital para produção audiovisual, sob orientação do professor Eduardo Morettin.

Em 2010 fizemos uma pesquisa sobre o tema “acesso aberto” entre os docentes da ECA/USP, cujo resultado foi divulgado no post Panorama do acesso na ECA. Na ocasião, todos os professores que responderam ao questionário acreditavam que o acesso aberto é uma forma de dar visibilidade à suas pesquisas e afirmavam que publicariam sua produção numa publicação de acesso aberto. Por esse motivo, acreditamos que a Biblioteca Digital da Produção Intelectual tem tudo para ser um sucesso em nossa Escola.

Resolução da USP nº 6.444, de 22-10-2012

Acesso Aberto na USP

Semana Internacional do Acesso Aberto na UNAM

Gabinete de Projetos Open Access dos SDUM

Open Access Week

Wiki Acceso Abierto


ArtStor

06/09/2012

A USP assinou a ArtStor, uma biblioteca digital de imagens nas áreas de artes, arquitetura, humanidades e tecnologia. Contém mais de um milhão de imagens disponíveis para pesquisa e uso didático.

Como se trata de um serviço pago, só pode ser utilizado nos computadores da USP ou pelos usuários VPN. Para acessar a base, entre na SIBiNet, Biblioteca Virtual, Bases de Dados.

Para localizar imagens, digite uma palavra qualquer na caixa de busca.  Pode ser o nome de um artista, por ex.:

O sistema exibe thumbnails das imagens localizadas. Para ver a imagem em tamanho grande, é só dar duplo clique na própria.

Se a busca trouxer uma quantidade muito grande de imagens, é possível refinar o resultado. Insira um termo qualquer na caixa de busca no canto superior direito da tela, selecionando a opção Within this search result. No exemplo, queremos selecionar apenas as obras que contenham o termo painting.

Na Advanced Search (busca avançada)  existem outras formas de filtrar a  pesquisa e obter um resultado mais preciso.

Pela Advanced Search é possível restringir a busca  por data, região ou classificação, além de pesquisar o termo nos campos título ou autor.

Em geral, só precisamos recorrer à Advanced Search quando localizamos uma quantidade muito grande de obras, ou quando o resultado traz muitos itens que não nos interessam.

Observem que existem algumas limitações na ArtStor. Uma delas é não haver busca por assuntos padronizados. Por esse motivo, quando pesquisamos “Matisse” e refinamos por “painting”, localizamos algumas imagens de esculturas. Clicando numa dessas imagens descobrimos que a palavra “painting” está no título da coleção: The Museum of Modern Art: Painting and Sculpture.  Para localizar apenas pinturas,  é possível usar a estratégia de refinar pela classificação, onde existe a opção Paintings.


Outro problema é a pouca presença da arte brasileira. Como não são muitas as instituições brasileiras assinantes do serviço, por enquanto,  só encontramos na base de dados obras de artistas brasileiros que integram acervos de outros países.

Quem se interessar em saber um pouco mais sobre esse novo recurso pode consultar o guia em português disponível no site.


Projetos

30/08/2012

A Biblioteca da ECA está concorrendo com cinco projetos aos recursos oferecidos pela Pró-Reitoria de Cultura e Extensão Universitária da USP, de acordo com o edital Preservação de Acervos e Patrimônio Cultural na Universidade de São Paulo.

Preservação das Obras Raras doadas por Francisco Matarazzo Sobrinho à USP – acervo da Biblioteca da ECA
Temos em nosso acervo livros e revistas doados à USP por Ciccilo Marazzo, alguns deles já catalogados e disponíveis para consulta. Outros, entretanto, devido ao seu estado de conservação, ainda não puderam ser processados. Entre eles, fascículos da revista francesa L’Illustration de 1914 a 1939 e alguns catálogos do Salon de Paris (exposições de Arte da Académie des Beaux-Arts).
O projeto prevê a restauração e a catalogação dessas obras.
Elaborado por Silvana Rodrigues Leite.

Preservação da Coleção de Partituras Manuscritas da Biblioteca da ECA/USP
Acervo único, que inclui manuscritos autógrafos dos compositores Fructuoso Vianna, Henrique Oswald, Fúrio Franceschini e Gilberto Mendes, além de uma coleção de música sacra mineira do século 19. O material deve ser higienizado, restaurado e acondicionado de maneira adequada.
Elaborado por Marina Macambyra

Conservação dos álbuns de fotografias de Leon Kaniefsky

Kaniefsky, maestro, professor e divulgador da música erudita brasileira, foi regente da Orquestra Sinfônica de Amadores do Estado de São Paulo, fundou e dirigiu a Orquestra Brasileira de Câmara e a Orquestra Universitária de Concertos, ligada à Universidade de São Paulo. Sua família doou à ECA, além da seu acervo de partituras, três álbuns de fotos que documentam toda a vida pessoal e profissional do maestro.
Esses álbuns serão higienizados, conservados, acondicionados em caixas especiais e digitalizados.
Elaborado por Cecília Moraes Silva.

Digitalização do acervo da produção intelectual da Biblioteca da Escola de Comunicações e Artes
Além dos trabalhos de professores publicados em livros e revistas que temos no acervo, a Biblioteca tem reunido um vasto arquivo contendo trabalhos apresentados em eventos, relatórios técnicos, artigos publicados em jornais etc, organizados em pastas suspensas. Para facilitar o acesso dos usuários e a conservação do material – que inclui suportes bastante frágeis – o acervo será digitalizado.
Elaborado por Walber Lustosa.

Proposta de fluxo de digitalização de documentos e desenvolvimento da Biblioteca Digital da ECA: dos Conceitos às Práticas

Focando inicialmente o acervo de Histórias em Quadrinhos e as Coleções Especias de revistas, o projeto pretende construir uma Biblioteca Digital utilizando ferramentas de tecnologias da informação de Open Source e prevê a contratação de um analista de sistemas.

Elaborado por Rodrigo Moreira Garcia.

A relação completa de projetos que aguardam avaliação pode ser vista no site da PRCE.


%d blogueiros gostam disto: