Fontes de informação em Artes Cênicas

11/05/2020

Esta é uma área para a qual ainda não temos assinatura de bases de dados especializada, mas o pesquisador pode contar com ótimas fontes multidisciplinares. Vamos dar uma olhada em algumas delas.

foto: miriam.mollerus

Portal de Periódicos CAPES

Uma busca pelo assunto “street theater” no Portal traz, hoje, 7153 referências, a maioria deles das bases Gale Academic One File e Scopus. Aí já temos uma boa pista sobre quais bases disponíveis no Portal podem ser mais úteis para as pesquisas nessa área.  Podemos também examinar a lista de revistas que publicaram sobre esse assunto.

Academic Search Premier

Nessa base multiscisplinar da EBSCO também podemos encontrar literatura acadêmica para a área. Vamos acessar a lista de assuntos da base e buscar por “theater”, por exemplo.

Encontraremos várias páginas de palavras-chaves contendo esse termo, como: THEATER production & direction; THEATER — Religious aspects — Christianity; POLITICAL theater; JEWISH theater; CHILDREN’S theater; THEATER education; YIDDISH theater; ART & theater; ARENA theater; THEATER for the deaf ; LITTLE theater movement; THEATER research; THEATER rehearsals; THEATER patronage; OPEN-air theater; UNDERGROUND theater e muitas outras. 

A base Academic Search Premier também faz parte do Portal CAPES.

Project Muse

Mais uma base interessante que traz, apenas na categoria Film, Theater, and Performing Arts, 9786 documentos com texto completo disponível para download.




 

Lembrando: para acessar os recursos citados é necessário estar conectado à VPN da USP. Clique aqui para ver como se faz. 

Dúvidas? Fale conosco, é só mandar um e-mail para ecabiblioteca@usp.br.

E preencha nosso questionário, para nos ajudar a planejar outros serviços à distância.

 


Fontes de informação em Comunicações, Turismo e Relações Públicas

04/05/2020

Para a área de Comunicações, ainda não temos assinatura de nenhuma base de dados especializada. Mas isso não deve desanimar o pesquisador da área, pois o Portal de Periódicos CAPES e as bases multidisciplinares que já assinamos trazem muito conteúdo interessante. Vamos ver?

Uma busca bem genérica pelos termos “communication media” no Portal CAPES, só para uma explorar a área, trouxe hoje 17291 resultados. A base que mais trouxe referência foi a Scopus (10091), que indexa 415 revistas classificadas em Comunicações. Na lista de periódicos que publicaram sobre esse assunto, temos:

Já uma busca por “fake news” trouxe 22107 referências, a maioria da Gale Academic OneFile. 

As bases JStor, Web of Science e Muse também trazem bons resultados para pesquisas na área de Comunicações. 

Para as áreas de Relações Públicas e Turismo, além fontes multidisciplinares já citadas, a base Business Source Complete, da plataforma EBSCO, dá bons resultados. Pode ser acessada pela lista de bases de dados da Aguia, mas não pelo Portal CAPES. Nossa assinatura, paga pela USP, vai até dia 14 de maio. Esperamos que seja renovada, mas, se você tem interesse, aproveite agora.

Todas as fontes de informação citadas neste post são de acesso restrito a assinantes. Portanto, para acessá-las remotamente é necessário estar conectado ao VPN da USP. Veja neste link como fazer isso.

Veja neste link como fazer isso.

Precisa de ajuda? Não se esqueça de que a Biblioteca está fechada, mas a equipe está trabalhando em casa. Mande uma mensagem para ecabiblioteca@usp.br e ajudaremos como pudermos.


Fontes de informação para Biblioteconomia e Ciência da Informação

27/04/2020

A área tem fontes de informação interessantes, nacionais e internacionais, de acesso aberto ou restrito a assinantes. São recursos que todos os pesquisadores precisam conhecer.

Bases de dados assinadas pela CAPES

São três as bases que interessam especialmente aos estudantes de biblioteconomia e ciência da informação:

Information Science & Technology Abstracts (ISTA)

Library, Information Science & Technology Abstracts with Full Text

LISA: Library and Information Science Abstracts

As duas primeiras estão hospedadas na mesma plataforma (EBSCO), o que significa que dá para buscar em ambas ao mesmo tempo. Basta  acessar uma delas e clicar em Escolher bases.

As duas oferecem os serviços tradicionais das boas bases de dados: diversos filtros para refinar o resultado da busca, acesso ao  texto dos artigos em pdf, geração automática e referências, possibilidade de escolher a forma de exibição dos registros (data, fonte, autor ou relevância), pasta virtual para armazenar referências, exportação para gerenciadores de referências, histórico de busca, criação de alertas. A base Library, Information Science & Technology Abstracts with Full Text traz um tesauro, ferramenta muito útil para descobrir os termos mais adequados para nossa busca. Para acessar, clique em Dicionário de Termos.

Para mais informações sobre as bases da EBSCO, veja este tutorial sobre a base Art Full Text. As informações são válidas para as demais bases da plataforma.

A base LISA: Library and Information Science Abstracts, da Proquest, é a mas completa da área, ou seja, indexa o maior número de revistas e cobre períodos mais longos.

É uma base referencial, o que significa que poucos registros trazem link direto para o texto completo. Em geral, é necessário clicar no botão Buscar na USP, que remete ao editor ou a outros serviços onde podemos abrir o texto.

A LISA oferece os mesmos serviços que as bases da EBSCO, com poucas diferenças. Para acessar seu excelente tesauro, é necessário entrar na interface de Busca Avançada.

Além das bases especializadas, há diversas bases multidisciplinares que podem ser úteis para o pesquisador em Biblioteconomia e Ciência da Informação, tais como: Academic Search Premier; Scopus; Web of Science.

Uma busca genérica por assunto no Portal de Periódicos da Capes pode ajudar bastante a localizar as melhores fontes de informação para sua pesquisa. Faça a busca e analise os filtros por Coleção e Título de periódicos, para ver quais trouxeram mais resultados.

Dica importante: em qualquer dessas fontes de informação, faça sua busca sempre usando termos em inglês, mesmo que seu interesse seja por materiais em outras línguas. É possível, se for o caso, filtrar posteriormente por idioma.

Para acessar, entre no Portal de Periódicos da CAPES, clique em buscar base e procure pelo nome. Essas bases constam na lista de bases da AGUIA, mas o link nem sempre abre de forma correta.

É preciso estar conectado à rede VPN (Virtual Private Network) da USP, para acessar de casa os serviços assinados pela CAPES. Saiba como neste link.

Bases de acesso aberto

Base de Dados Referenciais de Artigos de Periódicos em Ciência da Informação (Brapci)

Indexa 57 periódicos brasileiros impressos e eletrônicos desde 1972.

Repertório da Produção Periódica Brasileira de Ciência da Informação

Indexa os principais periódicos brasileiros da área e o Encontro Nacional de Pesquisa em Ciência da Informação – ENANCIB.

Repositório da FEBAB

Dá acesso a documentos resultantes de ações da Federação Brasileira das Associações de Bibliotecários, como eventos, cursos, grupos de trabalho etc. Inclui os anais digitalizados do Congresso Brasileiro de Biblioteconomia e Documentação – CBBD, desde 1954. Anuncia para breve a inclusão do Seminário Nacional de Bibliotecas Universitárias – SNBU e do Congresso Internacional de Arquivos, Bibliotecas, Centros de Documentação e Museus – Integrar.

e-LIS

e-Prints in Library and Information Science é um repositório internacional de documentos da área de Ciência da Informação e Comunicações. Criado em 2003, inclui preprints, teses, livros, trabalhos de eventos e relatórios técnicos, além de artigos de periódicos.

Dúvidas?

Já sabem, entrem em  contato conosco pelo e-mail ecabiblioteca@usp. A Biblioteca está fechada, mas estamos trabalhando em casa!


Fontes de informação em audiovisual

22/04/2020

Quem pesquisa cinema, televisão e linguagens audiovisuais em geral não conta, no momento, com nenhuma base de dados especializada na área dentro do universo da fontes de informação assinadas pela USP e pela CAPES.

As bases mais importantes e completas que cobrem esses assuntos são as da Federação Internacional dos Arquivos do Filme – FIAF. Nossa assinatura, lamentavelmente, foi descontinuada há cerca de dois anos. Embora nossos professores reafirmem constantemente seu interesse nesse serviço, ainda não recebemos resposta positiva da Agência USP de Gestão da Informação Acadêmica – Aguia.

Mas, embora as bases da FIAF façam falta, não estamos totalmente sem recursos. As bases de dados multidisciplinares disponíveis no Portal de Periódicos CAPES e na lista de bases da Aguia trazem muito material para a área. Vejam:

Art Full Text

Base especializada em artes, inclui cinema e fotografia. Dá acesso ao texto completo dos artigos em pdf e permite busca por imagens. Entre as revistas indexadas, temos: JCMS: Journal Of Cinema & Media Studies; Cinema Journal; Framework: The Journal Of Cinema & Media; Millennium Film Journal; Screen;  Journal Of Popular Film & Television; Film History; Television Quarterly;  Entertainment Design. O acesso é pelo Portal CAPES e também pelo site da Aguia, mas esse acesso eventualmente falha. Se isso acontecer, basta acessar o Portal CAPES e buscar pelo nome da base.

Para saber mais, vejam este tutorial

Academic Search Premier

Base multidisciplinar, da mesma empresa que a Art Full Text. As interfaces são muito semelhantes, ou seja, as orientações do tutorial acima são válidas para esta base. Além disso, é possível buscar em ambas ao mesmo tempo, basta clicar em Escolher bases de dados.

 

JSTOR 

A coleção Arts and Sciences da JSTOR cobre também a área de audiovisual, e inclui livros e capítulos de livros, além de artigos de revistas. Se buscarmos por Cinema OR Motion Picture usando o filtro e-books e restringindo a busca às áreas African American Studies, African Studies, American Studies, Asian Studies e Communication Studies, recuperaremos 2184 capítulos de livros. 

Project Muse

Base que reúne periódicos da área de Ciências Humanas. Traz 3355 artigos no tópico Film, Theater, and Performing Arts

Scopus

Uma das mais abrangentes e importantes bases de dados multidisciplinares, é uma importante fonte de informação acadêmica para qualquer área do conhecimento. Indexa 576 revistas da área Visual Arts and Performing Arts e 415 da área Communications e mostra o número de citações recebidas pelas publicações em cada ano.

Mais informações neste tutorial e neste outro post.

Filme B

É um portal com informações sobre o mercado de cinema no Brasil. Como só é possível o acesso a um usuário por vez, normalmente a consulta pode ser feita apenas nos computadores da Biblioteca. Nesse período, único jeito é enviar um e-mail para nós especificando a demanda. Tentaremos atender!

Portal CAPES

Reúne muitas bases de dados de todas as áreas do conhecimento e pode ser excelente fonte de informações para qualquer pesquisador. Nossa sugestão é fazer a busca pelo seu assunto específico e verificar qual das bases do Portal traz o melhor resultado. Por exemplo, se estamos fazendo uma pesquisa sobre mulheres cineastas, podemos digitar na busca por assunto do portal a expressão “women filmmakers“. Assim mesmo, em inglês e entre aspas. Os filtros por Coleção e Título do periódico, no lado esquerdo da tela, mostram quais bases de dados e revistas publicaram o maior número de artigos sobre o tema. Descobrimos até que existe uma revista chamada Feminism, Culture, and Media Studies, que pode ser muito interessante para quem estuda o tema.

 

Acesso

Todas as fontes de informação citadas são de acesso restrito, assinadas pela USP ou pela CAPES. Portanto, para consultá-las e abrir o texto completo dos documentos, é necessário estar conectado à rede VPN da USP. Saiba como fazer isso neste link. É simples.

Mas também existe muita informação de acesso aberto circulando por aí. Por exemplo:

DOAJ – Directory of Open Acess Journals

Portal de Revistas da USP

Produção USP   – Obs.: nem tudo é de acesso aberto

Redalyc – Red de Revistas Cientificas de America Latina y el Caribe,España y Portugal

Dúvidas, dicas, ajuda? Já sabem, não? Falem conosco pelo e-mail ecabiblioteca@usp.br. A Biblioteca está fechada, mas os bibliotecários estão trabalhando em casa.


Fontes de informação em música

06/04/2020

Além dos acervos físicos de livros, revistas, partituras e gravações da Biblioteca da ECA e outras bibliotecas da USP,  o estudante e o pesquisador da área de música conta com diversas fontes de informação disponíveis online, assinadas pela USP e pela CAPES. As principais são:


Oxford Music Online (inclui Grove Music Online, Oxford Companion to Music e Oxford Dictionary of Music):  Informações de caráter enciclopédico.
Classical Music Library: gravações de música para ouvir online.
Classical Scores Library: partituras de música para baixar.
RILM Abstracts of Music Literature (EBSCO): artigos de periódicos acadêmicos, a partir de 1967
RIPM – Retrospective Index to Music Periodicals (EBSCO): artigos de periódicos acadêmicos, de 1800 a 1950 (aproximadamente)

Além dessas fontes especializadas, temos bases de dados multidisciplinares que também indexam revistas de música, como: JStor
Scopus, Academic Search Premier e Muse.

foto de Machrouh Med Sami – Flickr


Todas essas fontes de informação estão disponíveis no portal da Agência USP DE GESTÃO DA INFORMAÇÃO ACADÊMICA (AGUIA) – antigo SIBi, neste link: http://www.aguia.usp.br/bases-dados/

Como são conteúdos de acesso restrito, assinados pela USP e CAPES, para acessá-los de fora da USP é necessário estar conectado ao VPN (Virtual Private Network) da USP. As instruções para instalação do programa estão aqui:
http://www3.eca.usp.br/biblioteca/servicos/uspsemfio

Como usar?

Os produtos da Oxford Music Online e as bases Classical Music Library e Classical Scores Library são bastante intuitivos e fáceis de usar. Em geral, dispensam explicações. Neste post aqui do Blog demos algumas dicas sobre o portal da Oxford:
https://bibliotecadaeca.wordpress.com/2013/04/29/oxford-music-online/

Já as bases de dados de artigos de periódicos são um pouco mais complexas, sobretudo porque oferecem muitas ferramentas para melhorar a qualidade da pesquisa, como: busca avançada em campos específicos, serviços de alerta, pastas virtuais para armazenar referências, possibilidade de exportar para gerenciadores de referências, tesauros ou listas de assuntos usados na base, elaboração automática de referências, localização de artigos por semelhança etc.


RILM e RIPM (EBSCO)

Para ajudar na utilização das bases de dados da EBSCO fizemos um tutorial simples mostrando as várias telas e recursos da base Art Full Text, muito semelhante às duas bases de música (RILM e RIPM) e à base Academic Search Premier, multidisciplinar. Embora os recursos disponíveis possam diferir um pouco de base para base, como são da mesma plataforma, o tutorial vale para todas.

Art Full Text (e outras bases da EBSCO)

Uma explicação adicional importante: as bases RILM e RIPM trazem links para o texto completo dos artigos, mas não para todos. Será necessário, eventualmente, necessário buscar o pdf em outras fontes. Observem a diferença nas imagens abaixo.

Artigo com link para o texto em pdf. Basta clicar e fazer o download.

Já neste outro caso, a base não traz o link para o pdf do artigo:

O que fazemos? Procuramos a revista Early Music na lista de revistas eletrônicas assinadas pela USP, que vai nos remeter a outras fontes nas quais podemos acessar o artigo.

 

Entretanto, é bom lembrar que nem todas as revistas indexadas nessas bases são assinadas pela USP e pela CAPES. É possível que nossas buscas conduzam a referências de artigos que não vamos conseguir acessar. Se isso acontecer, entrem em contato com a Biblioteca da ECA pelo e-mail ecabiblioteca@usp.br, para verificarmos se podemos fazer alguma coisa. Além disso, muitas revistas ainda estão disponíveis apenas em papel, no acervo físico das bibliotecas. Pesquisa requer muita paciência!

Muse e JSTOR

Já fizemos posts sobre essas duas bases, que são bastante simples de usar e têm interfaces amigáveis.

https://bibliotecadaeca.wordpress.com/2016/10/31/project-muse/

https://bibliotecadaeca.wordpress.com/2015/09/28/jstor/

Sobre a base Scopus, uma das multidisciplinares mais completas, estamos preparando um tutorial que divulgaremos em breve.

 

Busca Integrada da USP e Portal de Periódicos da CAPES

Esses dois portais permitem a busca simultânea em diversas fontes de informação. São ótimos para uma exploração inicial do tema da pesquisa, porque ajudam a encontrar as fontes mais interessantes. São muito fáceis de usar e bastante semelhantes entre si, pois utilizam o mesmo software. A desvantagem é que oferecem menos recursos para refinar as buscas. 

Ambos podem ser acessados remotamente sem conexão VPN, mas o conteúdo das revistas pagas não estará disponível.


https://www.periodicos.capes.gov.br/

http://buscaintegrada.usp.br/

 

Dúvidas? Curiosidades? Comente aqui ou mande mensagem para ecabiblioteca@usp.br.


Fontes de informação em arte

10/04/2017

Estudantes de artes visuais têm à sua disposição, na Biblioteca da ECA, um excelente acervo de livros e revistas acadêmicas, impressas e online. Alguns títulos:

Afterimage
Art in America
Artforum
Artnews
British Journal of Aesthetics
Coloquio Artes
Connaissance des Arts
Critique d’Art
D’Ars
Flash Art
GAM
Gazette des Beaux-Arts
Humboldt
IDEA
Leonardo
October
L’Oeil
Parkett
La Revue de la Céramique et du Verre
La Revue du Louvre
Word and Image

Em nosso acervo de documentos impressos temos catálogos de exposições de arte (cerca de 3000 já catalogados) e catalogues raisonés (15 títulos), publicações fundamentais para o pesquisador da área.

O acervo de obras de referência, formado por dicionários, enciclopédia e outras obras de consulta rápida, não deve ser esquecido. Temos obras importantes (e até raras) como:

Dictionnaire des peintres, sculpteurs et graveurs, de E. Bénézit

Dicionário crítico da pintura no Brasil, de José Roberto Teixeira Leite

Dicionário de artistas e artífices dos séculos XVII e XIX em Minas Gerais, de Judith Martins

The dictionary of art, editado por Jane Turner

Dicionário histórico-fotográfico brasileiro, de Boris Kossoy.

Além desses recursos, a USP também assina bases de dados internacionais de revistas acadêmicas, por meio das quais é possível localizar artigos por assunto, autor, título, data etc. Para a área de artes, a mais completa é a base Art Full Text, que já apresentamos em outro post deste blog:

https://bibliotecadaeca.wordpress.com/2013/05/27/art-full-text/

Outras bases de dados que são boas fontes de informação na área de arte são:

JStorhttps://bibliotecadaeca.wordpress.com/2015/09/28/jstor/
Musehttps://bibliotecadaeca.wordpress.com/2016/10/31/project-muse/

Essas bases, como não são de acesso aberto, podem ser consultadas apenas nos computadores da USP ou para usuários USP conectados à rede VPN. O link para todas as bases disponíveis está na página do SIBiUSP:

http://www.sibi.usp.br/bases-dados/

Também existem ótimas fontes de informação em acesso aberto, ao alcance de qualquer cidadão com acesso à internet.

Europeana Art
Biblioteca digital que reúne textos, imagens, vídeos e arquivos sonoros de importantes coleções europeias, incluindo bibliotecas e cinematecas nacionais, acervos de universidades, museus, arquivos e bibliotecas públicas. Tem funcionalidades interessantes, como a busca de imagens por cor.
http://www.europeana.eu/portal/pt/collections/art

The Getty
Organização dedicada às artes visuais, mantém em seu portal uma vasta biblioteca contendo imagens e textos, incluindo material sobre conservação de obras de arte do Getty Conservation Institute. Algumas publicações da própria instituição estão acessíveis para leitura online, outras podem ser compradas pelo site.
http://www.getty.edu/

The Art Genome Project
Sistema de classificação da base de dados de imagens Artsy. Navegando pelas categorias do sistema é possível encontrar imagens de obras de arte de vários artistas e explorar conceitos relacionados. A partir da categoria Art Nouveau, por exemplo, chegamos às obras de Alphonse Mucha, Josef Hoffmann, Archibald Knox, Louis Majorelle, Hector Guimard, Alexandre Bigot, Georges Hoentschel, Galileo Chini, Émile Decoeur, Alfred Daguet e às categorias relacionadas: Simbolismo, Japonismo, Vienna Secession etc.

https://www.artsy.net/categories

Art & Architecture Thesaurus (AAT)

O pesquisador que precisar tirar dúvidas ou explorar melhor os conceitos da área de artes conta com uma ótima ferramenta. No AAT é possivel buscar um conceito, encontrar sua definição, descobrir qual é termo mais adequado para representá-lo e encontrar os conceitos relacionados. Na imagem abaixo vejam o resultado da busca para o termo “tondo”.

http://www.getty.edu/research/tools/vocabularies/aat/

Pearltrees

É uma ferramenta para compartilhamento de links, onde se pode encontrar muitas sugestões de fontes de informação artística. Faça uma busca e descubra coleções de links coletados e organizados por usuários da rede. A partir de uma coleção qualquer, clique no link em forma de círculo para descobrir coleções semelhantes.

No perfil da Biblioteca da ECA reunimos uma coleção de links de bibliotecas digitais de imagens de arte.

http://www.pearltrees.com/bibliotecadaeca


Bases de dados e pesquisa acadêmica

23/03/2015

Em meio ao percurso acadêmico muitos já devem ter se deparado com o termo “bases de dados”, inserido no contexto dos recursos informacionais oferecidos pela universidade. Mas, afinal o que são bases de dados e por que são tão importantes?

De forma bastante simples, podemos caracterizar as bases de dados como fontes de informação eletrônicas, pesquisáveis e que se relacionam a necessidade de controle, disseminação e visibilidade do conhecimento produzido nos mais variados âmbitos: temático, geográfico e institucional.

A USP assina diferentes bases de dados, relacionadas às variadas áreas do conhecimento. Por ser um recurso pago, seu uso é restrito aos campi da universidade e, para aqueles que possuem vínculo com a USP, é possível obter uma senha para acesso remoto, por meio do VPN. Veja mais informações aqui

technology

A seguir apresentamos algumas bases de dados voltadas para as áreas do conhecimento abrangidas pela Escola de Comunicações e Artes

Art Full Text: traz o texto completo de artigos sobre arte, compreendendo centenas de títulos de revistas científicas, desde a década de 1980 até a atualidade. Além disso, é possível ter acesso a mais de 13.000 dissertações da área de Artes, provenientes de diferentes instituições de ensino. A pesquisa por reproduções de arte também é possível. Abrange artes visuais, arte popular, fotografia, cinema e arquitetura.

Project Muse: reúne expressiva seleção de periódicos especializados na área de Ciências Humanas. Proporciona ao pesquisador o acesso ao texto completo de cerca de 200 títulos em: Artes, Sociologia, Educação, Ética, entre outras áreas.

Classical Music Library: oferece acesso a um vasto acervo de gravações musicais, indo desde o canto gregoriano até gravações de compositores contemporâneos. Traz material de selos importantes como Hyperion, Bridge Records, Sanctuary Classics, Artemis-Vanguard, Hänssler Classic, Vox e outros.

Classical Scores Library: Disponibiliza mais de 24.000 partituras musicais de composições que vão desde a Renascença ao século XXI. Inclui obras com copyright de editoras como Boosey and Hawkes, Universal Edition, Peters e A-R Editions, que podem ser baixadas no formato pdf. Além destas, destacamos na área de Música: RILM Abstracts of Music Literature, RIPM Retrospective Index to Music Periodicals, Oxford Music Online, International Index to Music Periodicals. Leia mais sobre estas bases neste outro post.

Film Index International: Produzida em parceria com o British Film Institute,  oferece indexação aprofundada dos primeiros filmes mudos aos mais recentes campeões de bilheteria, além de informações biográficas completas de mais de 40.000 celebridades. Inclui registros de filmes de diversos países, com ampla cobertura de premiações internacionais e oferece ainda pesquisa de resumos de roteiros. Traz informações detalhadas como: nome do diretor, listas completas de elenco e equipe de filmagem, ano de lançamento, informações sobre a produção, créditos, prêmios, sinopses e referências a publicações sobre cinema.

FIAF: Embora não apresente o texto completo, é bastante abrangente, reunindo diferentes bases de dados: International Index to Film Periodicals, International Index to Television Periodicals, The List of Periodicals Indexed, Treasures from the Film Archives, Bibliography of FIAF Affiliates Publications e International Directory of Film and TV Documentation Collections. A base principal International Index to Film Periodicals abrange publicações periódicas sobre filmes, desde 1972 até o momento presente. Traz citações e faz referência a artigos de mais de 300 títulos, apresentando sua descrição bibliográfica completa. Embora não apresente o texto completo, é uma base de dados abrangente

SCOPUS: indexa mais de 14.000 títulos de 4.000 editoras nas diversas áreas do conhecimento, possui cerca de 27 milhões de resumos, incluindo citações, desde 1996. Os textos completos de revistas assinadas pelo Consórcio CRUESP/Bibliotecas (USP/UNESP/UNICAMP) são visualizados a partir dos resumos, como também é possível verificar artigos científicos na Web, automaticamente, pelo buscador SCIRUS.

Academic Search Premier: é uma base de dados multidisciplinar que oferece acesso ao texto completo de mais de 4.600 periódicos.

Information Science & Technology Abstracts (ISTA): importante base de dados referenciais da área de Ciência da Informação. Reúne artigos de revistas especializadas, livros, relatórios de pesquisa, anais de conferência e patentes. A cobertura remonta à meados da década de 1960.

Library, Information Science & Technology Abstracts with Full Text: disponibiliza o texto completo de periódicos científicos abrangendo os assuntos: biblioteconomia, classificação, catalogação, recuperação de informações online, gestão da informação, dentre outros temas.

LISA: O Library & Information Science Abstracts é uma ferramenta internacional de resumos e indexação, elaborada para profissionais da área de biblioteconomia e outros especialistas da área da informação. Conta atualmente com resumos de mais de 440 periódicos, publicados em mais de 68 países, num número superior a 20 idiomas.

Quem estiver interessado em conhecer bases de dados de uma área específica pode agendar um horário para vir à biblioteca da ECA, neste caso um bibliotecári@ irá lhe ensinar a realizar pesquisas utilizando estratégias de busca adequadas para recuperar informações pertinentes ao seu tema de interesse. Para agendar um horário, clique aqui.

Para escrever este post lemos: Comunicação & produção científica: contexto, indicadores e avaliação. Organizado por Dinah A. Poblacion, Geraldina P. Witter e José Fernando Modesto

   


%d blogueiros gostam disto: