Conservando DVDs

16/04/2018

A Biblioteca da ECA oferece aos seus usuários um acervo de filmes com cerca de 7000 títulos em DVD muito bem selecionados e organizados. A maior parte dessa coleção pode ser emprestada aos usuários USP, e os DVDs que não circulam podem ser vistos na Biblioteca, nas cabines individuais ou em pequenos grupos, nas salas de áudio e vídeo.

Temos filmes que dificilmente podem ser encontrados em outros locais, incluindo plataformas de streaming, por não serem títulos com apelo comercial. Alguns nem chegaram a ter distribuição comercial, ou estão esgotados há muito tempo.

DVDs, ao contrário do que muita gente imagina, são suportes frágeis. Riscam-se com muita facilidade, podem quebrar, são afetados pelo calor e pela umidade.

Quando as verbas para compra de material para as bibliotecas eram mais generosas, a Biblioteca procurava renovar constantemente o acervo, adquirindo vários exemplares dos filmes mais procurados e substituindo os que se estragavam. Atualmente, com pouco dinheiro, está cada vez mais difícil comprar DVDs. O crescimento do acervo se dá, sobretudo, por meio de doações.

Por todos esses motivos, é muito importante que todos colaborem com a conservação dessa coleção. Vejam aí algumas dicas para cuidar melhor de DVDs, tanto os da Biblioteca quanto os da sua coleção pessoal.

Principais causas de deterioração

Calor e umidade

Luz

Guardar de forma errada

Poeira, gordura, poluição

Embalagens inadequadas

Fungos

Manuseio incorreto

Má qualidade do material

Técnicas incorretas de limpeza

Medidas básicas para conservação

Idealmente, DVDs devem ser mantidos em ambiente com temperatura a 23º C e umidade relativa do ar a 50%, ambos estáveis. Mas, como é difícil manter esses padrões sem o uso de equipamentos de climatização, a alternativa é armazenar o acervo o mais longe possível de fontes de umidade e calor excessivo.

Nunca tocar na superfície de leitura. A oleosidade natural da pele deixa marcas no disco e contribui para a proliferação de fungos.

Não fazer anotações nem colar etiquetas. A cola e a tinta, com o passar do tempo, vão interferir na leitura do DVD. Etiquetas podem aderir no interior do equipamento de leitura e causar danos.

Manter sempre guardados em estojos plásticos próprios para DVDs, para evitar acúmulo de poeira na superfície de leitura. A poeira pode provocar riscos quando o disco é reproduzido. Pelo mesmo motivo, é necessário manter limpas as gavetas dos aparelhos de leitura. Os melhores estojos são aqueles com luvas, que usamos na Biblioteca, porque evitam que o miolo central do DVD se quebre.

Líquidos e alimentos devem ficar bem longe. Não carregue, na mesma mochila, seu sanduíche, sua garrafa de água e os DVDs  da Biblioteca.

Como limpar

Para remover poeira e marcas de dedos, use um tecido macio que não solte fiapos.

Se o DVD tiver depósitos gordurosos ou sujeiras grudadas, a limpeza pode ser feita com um algodão embebido em solução de álcool isopropílico + água destilada (50% de cada). Secar sem deixar resíduos e esperar alguns minutos para devolver o DVD à sua embalagem.

Nos dois métodos, a limpeza deve ser feita do meio para as bordas (nunca em círculos), em movimentos sempre muito suaves. É a insistência que limpa, não a força!

Nada é para sempre

Cuidados simples ajudam a aumentar a vida útil dos nossos DVDs, mas é bom lembrar que o uso e o tempo vão, inevitavelmente, agir sobre os materiais. E mesmo com todos os cuidados que possamos tomar, a obsolescência tecnológica já está chegando aos nossos acervos.

Algumas fontes de informação

Caring for CDs and DVDs

https://www.bl.uk/aboutus/stratpolprog/collectioncare/faqs/cddvd/caring_for_cds_dvds.pdf

Care and Handling of CDs and DVDs: A Guide for Librarians and Archivists

https://www.clir.org/pubs/reports/pub121/

Caring for audio, video and data recording media

https://www.canada.ca/en/conservation-institute/services/care-objects/electronic-media/caring-audio-video-data-recording-media.html


Ação e reação: a importância de cuidar dos nossos acervos

09/04/2018

Neste mês de abril vamos dedicar algum tempo a algo essencial: os cuidados com o acervo físico de bibliotecas, seja a da ECA, de outra instituição ou mesmo a sua biblioteca particular. A regra é válida para todas: se preservamos o material, a durabilidade será maior.

Montamos uma exposição com o tema Leia sem destruir, para mostrar o que acontece com um livro que é tratado sem cuidado. Fotos chocantes serão divulgadas em nossa página no Facebook, não percam.

Mas, para não ficar só na tristeza, vamos oferecer oficinas de noções de conservação e cuidados básicos com livros e outros materiais.

Cuidados com os livros: bate- papo com o pessoal da Oficina

12/04  quinta-feira  das 09:00 – 10:30
18/04  quarta-feira  das 14:00 – 15:30

Para começar, vejam aí algumas dicas úteis.

Como manusear e cuidar de um livro?

Não pegue o livro pela parte de cima da lombada, pois isto danifica a encadernação. O melhor jeito de fazer isso é, na estante, empurrar os dois que ficam logo à direita e à esquerda do livro de interesse para poder retirá-lo, segurando pelo meio da lombada.

Estantes de livros devem ficar o mais longe possível de pias, torneiras, chuveiros e paredes com encanamento. A umidade propicia o desenvolvimento de fungos, o que pode causar graves danos aos livros. Prefira ambientes com ventilação natural, mas procure evitar a incidência de luz solar direta sobre os livros.

A melhor posição para um livro ficar é em pé, apoiado lateralmente por outros ou por apoios de livros, preferencialmente em estantes de aço.

Procure não deixar o livro aberto voltado para baixo, para não danificar a lombada e a encadernação.

Molhar as pontas dos dedos para virar páginas mancha o papel e pode causar doenças.

Ao adquirir livros usados, fique atento à presença de pó branco, manchas escuras, cheiro forte de bolor e sinais de infestação por insetos.

Se você gosta de fazer anotações e grifar seus livros, dê preferência por usar lápis, pois a grafite danifica menos o papel do que tinta esferográfica, marca-textos coloridos ou lápis de cor. Mas, por favor, NÃO faça isso nos livros de bibliotecas! Nossos acervos são adquiridos e mantidos com verbas públicas, nem sempre abundantes. Devemos preservá-los o máximo possível para quem virá depois de nós. E, para além da preservação, a questão primeira é: o material não é seu, portanto, não aja como se fosse. É muito desagradável ler livros com comentários anotações e grifos feitos por outras pessoas.

Evite dobrar as páginas para marcar, pois isto danifica as fibras do papel e logo esse pedacinho dobrado vai se soltar da página. Use marcadores, são bonitos e colecionáveis.

Em caso de acidentes com um livro, o que fazer?

Evite usar fitas adesivas comuns para consertar rasgos, pois esses materiais possuem colas ácidas, que podem danificar irreversivelmente o papel. Clips e grampos metálicos podem enferrujar e danificar as folhas.

Livros molhados exigem ações rápidas: deixe-o secando, aberto, num ambiente ventilado, se possível com um ventilador. Não use secador de cabelo, o melhor mesmo é um ventilador. Você pode intercalar as páginas com papel toalha, mas pode ser que o papel fique deformado.

Importante: se o livro pertencer ao acervo de uma biblioteca, o procedimento a ser tomado é entrar em contato com os responsáveis e relatar o ocorrido.

Algumas fontes de informação sobre conservação

Projeto CPBA – Conservação Preventiva em Bibliotecas e Arquivos

http://www.conarq.arquivonacional.gov.br/index.php/publicacoes-tecnicas/37-publicacoes/21-conservacao-preventiva-em-bibliotecas-e-arquivos-projeto-cpba

Arquivo do Estado – Projeto Como Fazer

http://www.arquivoestado.sp.gov.br/site/publicacoes/tecnica

 

Este post é um resumo de um texto escrito pela bibliotecária Samanta Lessa, supervisora da Oficina de Conservação da Biblioteca da ECA, que será divulgado na íntegra oportunamente.

 

 


Um dia na Oficina

30/03/2015

Na semana de visitas orientadas à nossa Oficina de Encadernação e Conservação, recebemos 5 pessoas interessadas em conhecer esse trabalho. Vieram alunos de biblioteconomia da ECA e de outras instituições, uma bibliotecária da rede municipal e outros profissionais.

Durante pouco mais de uma hora os funcionários Robson Pedrosa, Elizabete Ortiz e Rosa Melo, sob a supervisão da bibliotecária Cecília Moraes Silva, mostraram as diversas técnicas utilizadas na Oficina para conservar e recuperar o acervo impresso da Biblioteca da ECA.

Se você gostaria ter participado e não pode, não se preocupe. Serão oferecidas, oportunamente, outras visitas desse tipo. E se você tiver algum problema pontual ou interesse específico na área e precisar de orientações, entre em contato com o pessoal da Oficina.

2015-03-23 21.09.15

Elizabete mostra como funciona a máquina de douração.

Interior da Oficina.

Interior da Oficina.

Tipos para impressão usados na máquina de douração.

Tipos para impressão usados na máquina de douração.


%d blogueiros gostam disto: