As gravuras e suas imagens

13/10/2015

Por muitos anos a Biblioteca da ECA manteve uma coleção de imagens de obras de arte, em slides, para uso dos professores e alunos que precisavam analisar as obras em aulas, palestras etc. A coleção foi muito utilizada, mas agora descansou. Os usuários dos antigos slides migraram para o ambiente digital.

O acervo continua à disposição do público. Seus segmentos mais importantes, que contêm imagens difíceis de serem localizadas em sites de museus e bibliotecas digitais, estão sendo digitalizados. Vejam aqui um pouco da história dessa coleção:

https://bibliotecadaeca.wordpress.com/2012/04/13/memoria-da-eca-imagens-de-ontem-e-de-hoje-2/

Entre slides, fotografias em papel e imagens digitais, temos mais de 800 reproduções de gravuras no acervo. Em sua maioria são coleções adquiridas de museus e fotos de ilustrações livros feitas na própria Biblioteca ou doadas por artistas, mas também temos documentação fotográfica da II Bienal de São Paulo – um acervo raro – e os originais do livro História geral da Arte no Brasil, organizado por Walter Zanini.

goeldi

morandi

E também temos algumas gravuras originais de artistas que defenderam trabalhos acadêmicos na ECA, entre os quais Evandro Carlos Jardim e Regina Silveira, cujos trabalhos Processos da gravura em metalAnamorfas, apresentados como dissertação de mestrado, fazem parte do acervo da Biblioteca.

Regina Silveira. Anamorfas.

Regina Silveira. Anamorfas.

Selecionamos algumas bibliotecas digitais de museus ou serviços comerciais que trazem imagens de gravuras de boa qualidade, vejam aí:

Pace Prints
http://www.paceprints.com/about

Tate Gallery
http://www.tate.org.uk/

British Museum
http://www.britishmuseum.org/research/collection_online/search.aspx

Artsy
https://www.artsy.net/gene/etching-slash-engraving

Agência fotográfica da Réunion des Musées Nationaux
http://www.photo.rmn.fr/

Scala
http://www.scalarchives.com/web/index.asp

Bridgeman
http://www.bridgemanimages.com

BPI1700 – British Printed Images to 1700
http://www.bpi1700.org.uk/jsp/

The Metropolitan Museum of Art
http://www.metmuseum.org/toah/hd/engr/hd_engr.htm

The National Gallery of Arts
www.nga.gov/

Acompanhem também a Biblioteca da ECA no Pearltrees e Pinterest, onde procuramos garimpar conteúdos interessantes para quem procura imagens.

Anúncios

Digitalização e arquivamento de imagens digitais, com Millard Schisler

05/04/2011

As  bibliotecárias Cecília, Marina e Sarah, da equipe da Biblioteca da ECA, participaram da Oficina Digitalização e arquivamento de imagens digitais, ministrada pelo Millard Schisler, coordenador de preservação da Cinemateca Brasileira.

A Oficina, promovida pela Associação de Arquivistas do Estado de São Paulo, foi importante na preparação da equipe para implantar uma biblioteca digital de imagens de arte, projeto que a Biblioteca pretende desenvolver.

Destacamos algumas recomendações importantes do prof. Millard:

Apenas digitalizar e publicar na internet não garante que o acervo venha a ser consultado. Um projeto de digitalização precisa estar conectado com outras ações que deem visibiladade à instituição.

A missão da Instituição deve ser clara com relação ao seu acervo para não correr o risco de diluir as atividades de um projeto de digitalização. Questões políticas e de gerenciamento da coleção devem ser pensadas definindo qual seu papel dentro da sociedade.

Não basta apenas dar acesso, é importante conservar e preservar o material. Conservar é muito mais barato do que restaurar. Para que um projeto de digitalização vingue devemos pensar na preservação e restauração do material que será digitalizado.

Em um projeto de digitalização devemos priorizar o que é mais importante para a instituição. Nem sempre o que está mais danificado é mais importante, pois envolve questões e decisões políticas da própria instituição. Deve-se partir da execução de um inventário e da avaliação da coleção para saber por onde começar.

É fundamental elaborar um projeto para que o serviço tenha continuidade. A catalogação deve obrigatoriamente fazer parte desse projeto, pois o acesso ao material digitalizado só será possível se o mesmo estiver catalogado.

Historicamente acervos guardam objetos. Agora precisamos pensar em guardar a informação. Se não pensarmos na migração das informações, corremos o risco de ter uma coleção morta.

Quando não digitalizar? – Quando não forem pensadas ações de preservação: climatização, armazenamento, manutenção.

Bibliografia e sites recomendados pelo prof. Millard:

CONSELHO NACIONAL DE ARQUIVOS. Recomendações para digitalização de documentos arquivísticos permanentes. Abril 2010. 28 p. Disponível em: http://www.conarq.arquivonacional.gov.br/media/publicacoes/recomenda/recomendaes_para_digitalizao.pdf. Acesso em: 24 mar. 2011.

DIGITAL photography best practices and workflow. Disponível em: <http://www.dpbestflow.org/>. Acesso em: 24 mar. 2001.(Guia que aborda todos os aspectos da tecnologia de imagem digital a partir da ASMP (American Society of Media Photographers).

FUNARTE. Cadernos técnicos de conservação fotográfica do CCPF. Disponível em: <http://www.funarte.gov.br/preservacaofotografica/cadernos-tecnicos>. Acesso em: 27 mar. 2011.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GERENCIAMENTO DA INFORMAÇÃO. Disponível em: <http://www.ibgi.org/#>. Acesso em: 27 mar. 2011. (Cursos na área de gerenciamento de imagens).

MENEGHETTI, Diego. Saiba como cuidar das suas imagens digitais: veja as indicações de como organizar e guardar os arquivos para que o fluxo de trabalho no computador não se torne incontrolável. Fotografe melhor, n. 66. Disponível em: <http://www.argosfoto.com.br/fluxo.pdf>. Acesso em: 27 mar. 2011.

O DILEMA digital : questões estratégicas na guarda e no acesso a materiais cinematográficos digitais. Disponível em: <http://web.cinemateca.org.br/system/files/private/Dilema_Digital_PTBR.pdf>. Acesso em: 27 mar. 2011. Obs: é necessário fazer um cadastro no site da Cinemateca para ter acesso ao documento.

PALM, Jonas. The digital black hole. Disponível em: <http://www.microfilm.com/pdf/palm_black_hole.pdf>. Acesso em: 27 mar. 2011. (Compara os projetos digitais como a vida e morte de uma estrela).

Outras indicações, reunidas por nós:

CHAUMIER, Jacques.  Document et numérisation : enjeux techniques, économiques, culturels et sociaux.. Paris : ADBS, c2006. 119 p.  Acervo da Biblioteca da ECA

CONWAY, Paul. Preservação no universo digital. 2. ed. Rio de Janeiro : Projeto Conservação Preventiva em Bibliotecas e Arquivos, Arquivo Nacional, 2001. 32 p. Disponível em: <http://www.arqsp.org.br/cpba/>. Acesso em: 24 mar. 2011. Disponível também em formato impresso no acervo da Biblioteca da ECA.

FERREIRA, Miguel. Introdução à preservação digital: conceitos, estratégias e actuais consensos. Guimarães: Escola de Engenharia da Universidade do Minho, 2006. Disponível em: <http://hdl.handle.net/1822/5820> . Acesso em: 24 nov. 2006.

KENNEY, Anne R. ; CHAPMAN, Stephen.  Requisitos de resolução digital para textos: métodos para o estabelecimento de critérios de qualidade de imagem. 2. ed. Rio de Janeiro: Projeto Conservação Preventiva em Bibliotecas e Arquivos, Arquivo Nacional, 2001. 30 p. Disponível em: < http://www.arqsp.org.br/cpba/>. Acesso em: 24 mar. 2011. Disponível também em formato impresso no acervo da Biblioteca da ECA.

LAZINGER,Susan S. Digital preservation and metadata: history, theory, practice. Englewood: Englewood Unlimited, 2001. 359 p. Acervo da Biblioteca da ECA.

LIU, Ziming. Paper to digital: documents in the information age. Westport: Libraries Unlimited, 2008. 157 p. Acervo da Biblioteca da ECA.

OGDEN, Sherelyn et al. Reformatação. 2. ed. Rio de Janeiro: Projeto Conservação Preventiva em Bibliotecas e Arquivos, Arquivo Nacional, 2001. 47 p. Disponível em: < http://www.arqsp.org.br/cpba/>. Acesso em: 24 mar. 2011. Disponível também em formato impresso no acervo da Biblioteca da ECA.

PLAZA GONZÁLEZ, Julio. A imagem digital: crise dos sistemas de representação. 156 f. 1991. São Paulo. Tese  (Livre-docência) – Escola de Comunicações e Artes/USP, São Paulo, 1991. Acervo da Biblioteca da ECA.

TERRAS, Melissa M. Digital images for the information professional. Aldershot: Ashgate, c2008.  Acervo da Biblioteca da ECA.

WATERS, Donald J. Do microfilme à imagem digital: como executar um projeto para estudo dos meios, custos e benefícios de conversão para imagens digitais de grandes quantidades de documentos preservados em microfilme. 2. ed. Rio de Janeiro : Projeto Conservação Preventiva em Bibliotecas e Arquivos, Arquivo Nacional, 2001. 43 p. Disponível em: <http://www.arqsp.org.br/cpba/>. Acesso em: 24 mar. 2011. Disponível também em formato impresso no acervo da Biblioteca da ECA.

WILLIS, Don. Uma abordagem de sistemas híbridos para a preservação de materiais impressos. 2. ed. Rio de Janeiro: Projeto Conservação Preventiva em Bibliotecas e Arquivos, Arquivo Nacional, 2001. 76 p. Disponível em: < http://www.arqsp.org.br/cpba/>. Acesso em: 24 mar. 2011. Disponível também em formato impresso no acervo da Biblioteca da ECA.

Sobre Millard Schisler:

CAÇADOR de agulhas: Millard Schisler fala da importância dos metadados no arquivamento de imagens digitais. Disponível em: <http://www.escolafocus.net/millard.schisler.htm>. Acesso em: 24 mar. 2011.

FOTOGRAFICAMINHAMENTE é a intenção de falar sobre foto, estimular a fotografia, o olhar fotográfico, a sensibilidade dos olhos e da alma.Disponível em:< http://fotograficaminhamente.blogspot.com/2007/11/millard-schisler.html>. Acesso em 24 mar. 2011.

SCHISLER, Milard. A digitalização como técnica de preservação, dilema digital. Parte 1.Disponível em: <http://www.youtube.com/watch?v=bSdVaqlaPTA&feature=related>. Acesso em: 24 mar. 2011.


Acervo de imagens de arte

24/08/2010

Tadeu Chiarelli, professor do Departamento de Artes Plásticas da ECA e atual diretor do Museu de Arte Contemporânea da USP, doou à Biblioteca da ECA sua coleção particular de slides. São aproximadamente 2000 imagens de obras de arte, em sua maioria de artistas brasileiros.

Os slides, de boa qualidade técnica e bastante bem conservados, estão sendo digitalizados e catalogados pela Biblioteca. Mais da metade da coleção já está à disposição dos usuários da Biblioteca, para ser utilizada em aula e outras atividades de caráter acadêmico, respeitando sempre os direitos autorais. Essa doação tem um aspecto que a torna particularmente interessante: contém imagens obtidas pelo professor diretamente dos artistas, e não estão disponíveis na internet.

O professor Tadeu teve um importante papel na formação e desenvolvimento da coleção de imagens de obras de arte da Biblioteca. Além de ter doado muito material e conseguido que diversos artistas brasileiros importantes também cedessem imagens de suas obras, foi ele que deu início ao processo de organização da coleção, separando e selecionando pessoalmente centenas de slides, e orientando as bibliotecárias responsáveis pela catalogação ao longo de muitos anos.

Annateresa Fabris, também professora da ECA e usuária constante da coleção de slides no decorrer dos anos 80 e 90, também teve destacada participação nesse trabalho de seleção de imagens e orientação da equipe da Biblioteca. A professora coordenou um projeto de pesquisa que obteve recursos para produzir coleção de slides de obras de arte contemporâneas, pequena, mas com excelente qualidade técnica.

A Biblioteca está digitalizando o segmento mais significativo de sua coleção de mais de 25.000 slides, que inclui material doado por docentes e artistas, fotos originais que dificilmente poderão ser obtidas em outras fontes, imagens que fazem parte de teses ou que estão de alguma forma ligadas à memória da Escola.

Futuramente, essa coleção de imagens digitais estará disponível na internet. No momento, os interessados em consultá-la devem se dirigir à Seção de Multimeios da Biblioteca, de segunda a sexta-feira, das 8 às 20 horas.

Vejam uma pequena amostra das imagens doadas por Tadeu Chiarelli:

Este slideshow necessita de JavaScript.


Procurando imagens digitais

22/03/2010

A Biblioteca da ECA tem uma pequena coleção de imagens digitais e um acervo de mais de 25.000 fotos em papel e slides, que podem ser digitalizados a pedido dos usuários. Artes e Arquitetura são as áreas fortes do acervo. Por razões técnicas e legais, a base de dados de imagens ainda não está disponível na internet. Consulte o pessoal da Seção de Multimeios para saber como usar esse recurso, disponível em rede local na Biblioteca. Vale a pena conhecer, algumas dessas imagens são difíceis de obter em outras fontes.

Encontrar na Web imagens de boa qualidade e identificadas de forma correta, nem sempre é tarefa simples. A dificuldade é maior para alguns tipos de imagens, como as reproduções de obras de arte.

Selecionamos algumas fontes interessantes para busca de imagens. Há muitas outras, acompanhe pelo Delicious nossas próximas “descobertas”. Quem tiver alguma outra dica, avise-nos!

Library of Congress

www.loc.gov/rr/print/catalog.html

Parte do acervo de 13 milhões de imagens da Biblioteca do Congresso dos Estados Unidos.

Visual Information Access – Harvard University Library

http://via.lib.harvard.edu/via/

Catálogo online das áreas de Artes, Cultura Material e História Social, contendo imagens de obras de arte.

New York Public Library Digital Gallery

http://digitalgallery.nypl.org/nypldigital/

Mais de 700.000 imagens digitalizadas do acervo da biblioteca pública de Nova York, incluindo iluminuras, mapas históricos, posters vintage, impressões raras, fotografias e mais.

Instituto Moreira Salles

http://ims.uol.com.br/Fotografia/D37

Portfólios de importantes fotógrafos como Marc Ferrez, Maureen Bisiliat, Hans Gunter Flieg e outros.

Big Search Engines Index: Directory of Image Search Engines

http://www.search-engine-index.co.uk/Images_Search/

Diretório para fontes de informação e bases de dados de imagens.

Flickr

http://www.flickr.com/

Site de compartilhamento de fotos. Milhões de imagens, entre as quais é possível encontrar trabalhos de alta qualidade. A Biblioteca tem uma conta com alguns exemplos de imagens de seu acervo. Clique no Perfil e veja os Contatos da Biblioteca e os Grupos dos quais participamos. É uma forma de descobrir acervos interessantes dentro do Flickr. Endereço: http://www.flickr.com/photos/bibliotecadaeca

Fontes especializadas em arte:

Art Museum Image Gallery, disponível no portal da CAPES

http://novo.periodicos.capes.gov.br/

Mais de 100.000 imagens de obras de arte que fazem parte de coleções museus em todo o mundo. Permite salvar imagens em baixa resolução.

Réunion des Musées Nationaux: Agence Photographique

http://www.photo.rmn.fr/

Mais de 200.000 imagens de obras de arte dos museus franceses.

Art Cyclopaedia

http://www.artcyclopedia.com/

Localiza informações sobre artistas e imagens de obras de arte em 2.600 sites de arte.

Web Gallery of Art

http://www.wga.hu/index1.html

Museu virtual de pintura e escultura européias do século 11 ao 19, com destaque para obras do Renascimento.

Enciclopédia Itaú Cultural de Artes Visuais

http://www.itaucultural.org.br/

Obras de artistas brasileiros ou estrangeiros que trabalharam no Brasil.


%d blogueiros gostam disto: